"Terra Mãe" (2015)_1

“Terra Mãe”, de Ricardo Couto, conquistou três prémios na Edição Zero da Mostrarte – Mostra Académica de Artes e Imagem, que terminou este sábado (7 de novembro), durante a cerimónia de encerramento da 12ª edição das Imagens do Real Imaginado (IRI), na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto.

O documentário, que aborda o dia a dia de uma família de Boticas, em Trás-os-Montes, venceu o Grande Prémio Mostrarte, o Prémio Documentário e o Prémio do Público. “Terra Mãe” é um projecto realizado no âmbito de uma residência artística em Boticas promovida pelos alunos do Mestrado em Comunicação Audiovisual da Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo (ESMAE), do Instituto Politécnico do Porto.

Nesta ‘edição zero’ da Mostrarte o júri atribuiu ainda o Prémio Animação ao filme “Tele-Sofia” de Ana Sofia Fernandes e o Prémio Ficção a “OOBE” de Joana Sousa e Manuel Carneiro.

A Mostrarte realizou-se de 2 a 7 de Novembro na Biblioteca Almeida Garrett, em parceria com o Departamento de Artes e Imagem da ESMAE e integrado no IRI – Imagens do Real Imaginado, um ciclo de Fotografia e Cinema Documental. A segunda edição volta no próximo ano.

 

Vencedores

Grande Prémio Mostrarte | Nasamotor

Terra Mãe, de Ricardo Couto (ESMAE)

Prémio Documentário

Terra Mãe, de Ricardo Couto (ESMAE)

Prémio Animação

Tele-Sofia, de Ana Sofia Fernandes, Manuel Sá e Nuno Mendanha (Instituto Politécnico do Cávado e Ave)

Prémio Ficção

OOBE, de Joana Sousa e Manuel Carneiro (ULHT – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias)

Prémio Público

Terra Mãe, de Ricardo Couto (ESMAE)