A RTP2 vai dedicar o mês de julho ao cineasta português Paulo Rocha, um dos fundadores do Novo Cinema em Portugal com o seu primeiro filme “Os Verdes Anos” (1963) (lançado por António Cunha Telles), conhecido também por ter a música “Verdes Anos”, composta por Carlos Paredes. Este filme marca o inicio de uma nova geração do cinema português, uma renovação, ou seja, o “cinema novo” português, que teve influências da Nouvelle Vague francesa, do neo-realismo italiano e do cinema japonês. Este movimento dos anos 60 viria a influenciar a nova geração de realizadores portugueses depois do 25 de abril de 1974.

Todas as sextas-feiras, às 23h05, na RTP2, com um comentário ao filme, antes e depois, por um convidado (as atrizes Isabel Ruth e Teresa Tavares).

1 julho
Os Verdes anos (1963)
Uma imprevisível história de amor entre dois jovens provincianos.

8 julho
Mudar de Vida (1966)
Um filme que retrata as angústias de um pescador depois de regressar da Guerra Colonial.

15 julho
O Desejado ou As Montanhas da Lua (1987)
Uma misteriosa história de um  príncipe que seduz irresistivelmente toda a gente sem qualquer esforço.

22 julho
O Rio do Ouro (1998)
Uma fascinante história de paixão, ciúme e nostalgia.

29 julho
Se eu Fosse Ladrão… Roubava (2012) – Estreia
A ânsia de recomeçar a vida noutras paragens…