Tom Hanks e a mulher Rita Wilson doam sangue para vacina contra COVID-19

A situação do coronavírus tornou-se subitamente real para muitos quando, em março, foi divulgado que Tom Hanks e Rita Wilson tinham contraído o vírus, provando que nem as celebridades estão livres do contágio. Agora, semanas após o casal estar curado, Tom Hanks anunciou numa entrevista que ambos contribuíram para a pesquisa da vacina contra o vírus, doando o seu sangue. O ator adiantou ainda que a sua mulher sofreu mais com os sintomas do que o próprio, tendo tido febre alta, ausência do paladar e do olfato, mas mostrou-se positivo em relação ao avanço da vacina. “O nosso sangue será levado para sítios onde espero que consigam desenvolver o que gosto de chamar a Hank-cine”, brincou o ator.

O par contraiu a COVID-19 durante as filmagens de Hanks num projeto ainda sem título ao encargo de Baz Luhrmann sobre Elvis Presley, na Austrália. De regresso aos Estados Unidos, participaram num estudo que visa perceber se os anticorpos serão úteis para o desenvolvimento da vacina.

A par de Tom Hanks e Rita Wilson, outros atores contraíram o vírus, como Idris Elba e Kristofer Hivju, já estando curados do mesmo.