O Arouca Film Festival já vai na sua nona edição, assumindo-se como um festival de cinema de referência em Portugal e no resto do mundo. Segundo o director do festival, este é um “festival com um grau de competição acima da média”. São três dias de cinema, a “Festa do Cinema”. A organização seleccionou 31 curtas-metragens. de um total de 82. de todo o mundo, desde Brasil, Portugal, Bélgica, Alemanha e Espanha, que vão estar em competição. Todos competem pelo prémio principal, a Lousa de Ouro. O júri desta edição é composto por Fernando Pinho, Manuel Valerio e António Teixeira. Paralelamente à competição irá decorrer o primeiro concurso de curtas-metragens, “Das 10 às 10 faz uma curta”, que pretende incentivar a produção de curtas-metragens, estimular a criatividade, promover o gosto pelo cinema, conhecer e divulgar as potencialidades do concelho de Arouca.

 

Das 31 curtas-metragens há algumas portuguesas que se destacam de imediato, como, “A Parideira” de José Miguel Moreira, que já passou pelo Fantasporto e Porto7 (Prémio de Melhor Filme); “Luzes, câmara… tortura!” de Marco Barbosa e Ricardo Salgado, que já passou por Avanca e foi finalista da 6ª edição do Prémio Nacional de Multimédia promovido pela APMP; “Comando” de Patrício Faísca que venceu o prémio para melhor produção na gala de prémios do Shortcutz Lisboa e a edição de Abril do Shortcutz Porto.

 

Lista completa de filmes em competição:

  • Tabu de Vincent Coen e Jean-Julien Collette – Bélgica
  • Timing de Amir Admoni – Brasil
  • Alegoria dos sentidos de Nelson de Castro e Wilson Pereira – Portugal
  • Herói e vilão de Gustavo da Luz – Portugal
  • Comando de Patrício Faísca – Portugal
  • Tarik de Emanuel Lopes – Portugal
  • A corridade Rui Madruga e Catarina Carrola – Portugal
  • Kin de Atelier Collectif  – Bélgica
  • Survivalismo de José Pedro Lopes – Portugal
  • Vintage de José Azevedo – Portugal
  • Wallflower Tango de Wolfram Kampffmeyer – Alemanha
  • Luzes, câmara… tortura! de Marco Barbosa e Ricardo Salgado – Portugal
  • Algarve 73 de Adriano Fernandes – Portugal
  • Money comes to you de Patrício Faísca e Ruben Botelho – Portugal
  • Rapariga eléctrica – tens de sair de João Costa Menezes – Portugal
  • O último dia de Elder Fraga – Brasil
  • Lucifer de Agnelo Jesus – Portugal
  • Post it de Regina Gonçalves – Portugal
  • Kimiko de Atelier Collectif – Bélgica
  • A Parideira de José Miguel Moreira – Portugal
  • Tua de Carlos Bartilotti – Portugal
  • Broa Caseira de Clube de Cinema E. S. de Arouca – Portugal
  • Drink! de Tiago Inácio – Portugal
  • Alltagliceh begebenheiten de Fumiko Matsuyama – Alemanha
  • Jibberland de Inês Machado – Portugal
  • La tragedia del hombre hueco de Jorge de Guillem – Espanha
  • Arouca de Avelino Vieira – Portugal
  • A sarda de Miguel Soares e António Fernandes – Portugal
  • Hannah de Sérgio Cruz – Portugal
  • O meu café contigo de George Felner e Liliana Brandão – Portugal
  • Francisco Cappelle – como sempre fui de João Costa Menezes – Portugal

 

Nos dias 9, 10 e 11 de setembro o concelho de Arouca volta a ser palco privilegiado das artes, com a 9.ª edição do Arouca Film Festival.

Site Oficial

Fonte: Arouca Film Festival