“Avatar: O Caminho da Água” ultrapassa “Titanic” nas bilheteiras mundiais

Avatar-2-2022-7 Avatar-2-2022-7

A ultrapassagem era mais do que prevista, tendo em conta a evolução dos lucros de bilheteira, semana após semana, da sequela de “Avatar” (2009). Só não se sabia exatamente quando é que esse feito seria alcançado. Este fim-de-semana, “Avatar: O Caminho da Água” alcançou os 2,2433 mil milhões de dólares na bilheteira mundial, ultrapassando assim “Titanic” (1997), que totaliza 2.242 mil milhões de dólares. Deste modo, “Avatar 2” passa a ser o terceiro filme que arrecadou mais receitas nas salas de cinema.

Curiosamente os dois filmes são realizados por James Cameron, que viu o seu clássico “Titanic” descer um lugar no ranking dos filmes mais lucrativos de sempre a nível mundial, mas por outro lado “Avatar: O Caminho da Água” alcançou o bronze no pódio.

James Cameron continua a ter três filmes seus na lista dos dez filmes mais lucrativos de sempre: “Avatar” o filme de 2009 que continua a liderar o ranking com quase 3 mil milhões de dólares arrecadados em todo o mundo, “Avatar 2” (2022) que ocupa a terceira posição com mais de dois mil milhões de dólares, e por fim “Titanic” (1997), em quarto lugar.

Quem lucra com tudo isto é a Disney, que domina os seis primeiros lugares do top 10 dos filmes mais rentáveis de sempre, que inclui “Vingadores: Endgame” (2019), “Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força” (2015) e “Vingadores: Guerra do Infinito” (2018).

“Avatar 2” já podia ter ultrapassado “Titanic” há mais tempo, se o filme de 1997 não tivesse sido reposto este mês em salas de todo o mundo, em versão restaurada. O que fez com que aumentasse novamente as receitas do romance histórico protagonizado por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet.

A Disney e a 20th Century gastaram cerca de 460 milhões de dólares para produzir e promover “Avatar: O Caminho da Água”, o que o tornar num dos filmes mais caros de todos os tempos. “James Cameron continua a perseguir-se a si mesmo nos rankings de bilheteria”, diz Shawn Robbins, analista-chefe da BoxOfficePro. “Ele claramente sabe como envolver um público moderno”. Depois desta conquista não parece tão credível que a sequela de “Avatar” vá alcançar o segundo lugar do ranking, ocupado por “Vingadores: Endgame” (2019).

Também em Portugal, o filme de James Cameron fez história ao tornar-se o filme com maior receita bruta de sempre, nas salas de cinema nacionais. Segundo os dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), até 15 de fevereiro de 2023, que recolhe dados desde 2004, o filme de James Cameron já foi visto por 1,017 milhões de espectadores em Portugal e acumulou uma receita bruta de 7,395 milhões de euros.

Os 10 maiores sucessos de bilheteira de sempre:
1.º Avatar (2009) – $2,923,706,026
2.º Vingadores: Endgame (2019) – $2,799,439,100
3.º Avatar: O Caminho da Água (2022) – $2,244,456,991
4.º Titanic (1997) – $2,243,134,099
5.º Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força (2015) – $2,071,310,218
6.º Vingadores: Guerra do Infinito (2018) – $2,052,415,039
7.º Homem-Aranha: Sem Volta a Casa (2021) – $1,921,847,111
Mundo Jurássico (2015) – $1,671,537,444
9.º O Rei Leão (2019) – $1,663,075,401
10.º Os Vingadores (2012) – $1,520,538,536

 

Skip to content