“A Vingança de uma Mulher”

de Rita Azevedo Gomes
Portugal – Drama – 2012
Sinopse: Roberto é um dandy! É um ser impassível, indecifrável e daí, enigmático. Goza do prazer aristocrático de causar espanto. Das mulheres, que conhece em todas as variedades da sua espécie e raça, já nada o pode espantar. A verdade é que Roberto sente o profundo tédio de quem esgotou todos os prazeres e encantos desta vida. No entanto…Uma certa noite, deixa-se tentar por uma mulher que o intriga e lhe lembra alguém… Nessa noite, de descida aos céus e de subida aos infernos, essa mulher escancara-lhe o suplício da vida que é agora a sua. E, no meio de terríveis prazeres, Roberto entrevê o sublime do horror em que, obstinadamente, aquela mulher mergulhou. Sai dali fechado sobre si mesmo, marcado pela visão de um certo amor que, afinal de contas, ele nunca chegou a viver.

“Amigos Improváveis”

de Eric Toledano, Olivier Nakache
França – Comédia – 2012
Sinopse: Após um acidente de parapente, Philippe, um rico aristocrata, contrata Driss, um jovem dos subúrbios, praticamente acabado de sair da prisão, para o assistir no dia a dia, e que parece a pessoa menos adequada para a função. Juntos, vão fazer renascer Vivaldi, recuperar “Earth Wind and Fire”, o verbo e o portão, os fatos clássicos e os fatos de treino. Dois universos irão cruzar-se e integrar-se para dar nascimento a uma amizade tão louca, divertida e forte quanto inesperada, uma relação única que vai produzir faíscas e torná-los verdadeiros amigos improváveis.

“É na Terra Não é na Lua”

de Gonçalo Tocha
Portugal – Documentário – 2012
Sinopse: Um operador de câmara e um técnico de som chegam ao Corvo em 2007, a ilha mais pequena do arquipélago dos Açores. O Corvo é um grande rochedo de 6 quilómetros de comprimento por 4 de largura em pleno oceano Atlântico, com uma cratera de vulcão, e uma única vila habitada por 440 pessoas. Pouco a pouco, a pequena equipa de filmagens vai sendo aceite pela população da ilha, mais duas pessoas a juntar-se a uma civilização com quase 500 anos, cuja história é difícil reconstruir, tal é a falta de registos e memórias escritas. Filmado a um ritmo vertiginoso durante alguns anos, auto-produzido entre chegadas, partidas e regressos, «É na terra não é na Lua» é como um diário de bordo de um navio e transforma-se numa manta de retalhos de descobertas e experiências, acompanhando a vida quotidiana de uma civilização isolada no meio do oceano.

“Comprámos um Zoo”

de Cameron Crowe
EUA – Comédia – 2011
Sinopse: Benjamin terá de lidar sozinho com a educação dos filhos, Dylan, um adolescente dividido entre a revolta pela perda da mãe e o seu primeiro amor, e Rosie, uma inspiradora criança que irradia força e esperança a cada olhar. Força essa, indispensável no enorme desafio que terá de enfrentar por entre numerosas peripécias que envolvem ursos deprimidos, ferozes leões e outras 40 espécies animais, com a ajuda de uma pouco convencional equipa de manutenção do Zoo liderada por Kelly, que lhe irá proporcionar uma nova oportunidade de ser feliz e reencontrar o amor.

“Fúria de Titãs”

de Jonathan Liebesman
EUA – Ação/Aventura – 2012
Sinopse: Perigosamente enfraquecidos pela falta de devoção da Humanidade, os Deuses estão a perder o controlo sob os Titãs e o seu feroz líder Kronos, pai de Zeus, Hades e Poseidon. Os três irmãos tinham já derrubado o seu poderoso pai há muito tempo, deixando-o no abismo sombrio do Tártaro, uma masmorra no fundo do cavernoso submundo. Perseus não consegue ignorar a sua verdadeira vocação quando Hades, juntamente com o filho de Zeus, Ares faz um acordo com Kronos para capturar Zeus. A força dos Titãs cresce à medida que Zeus perde os seus poderes e o inferno é libertado na Terra. Com a ajuda da guerreira rainha Andromeda, Argenor, semi-Deus filho de Poseidon, e Hephaestus, Perseus embarca corajosamente numa viagem traiçoeira ao submundo para resgatar Zeus, derrubar os Titãs e salvar a Humanidade.