Guerra na Ucrânia: Netflix interrompe todos os projetos e aquisições da Rússia

A Netflix interrompeu todos os projetos e aquisições futuras da Rússia em meio à invasão da Ucrânia, apurou a Variety.

A Netflix tinha quatro originais russos em andamento, incluindo uma série de suspense policial dirigida por Dasha Zhuk, que estava sendo filmada e foi suspensa. A série foi a segunda série original da Netflix filmada na Rússia, depois de “Anna K”, que terminou no ano passado.

Uma fonte próxima à Netflix disse que a empresa está avaliando o impacto dos eventos atuais. A Netflix anunciou também que não permitirá a transmissão de vinte canais de TV estatais russos em sua plataforma. Os canais incluem: Canal Um, NTV e Spa, um canal operado pela Igreja Ortodoxa Russa. Entende-se que o Canal Um está alinhado com o Kremlin e provavelmente transmitirá propaganda de Putin, segundo a Variety.

Lembramos que a Netflix Russa existe há pouco mais de um ano, a plataforma ainda é pequena no país, tanto que a empresa não tem escritórios ou funcionários lá. Convém salientar que a empresa continua oferecendo seu serviço aos membros russos enquanto monitora a situação de perto.

Na segunda-feira (28), a The Walt Disney Company anunciou que da mesma forma pausará todos os lançamentos nos cinemas na Rússia , incluindo “Turning Red”, da Pixar, que estreará no país em 10 de março. Poucas horas após o anúncio, a Warner Bros. cancelou o lançamento de Batman na Rússia.

 

Festivais:

Em outros lugares da indústria de cinema e TV, a Rússia foi impedida de participar de grandes festivais e premiações. Na segunda-feira (28), a exposição de artes Biennale, em Veneza, descartou seu pavilhão russo, enquanto o Festival de Cinema de Veneza continua ponderando sua resposta aos pedidos de boicote aos filmes russos no evento. O Festival de Cinema de Glasgow, na Escócia, adotou uma postura semelhante, decidiu retirar seus dois títulos russos este ano: “No Looking Back”, de Kirill Sokolov, e “The Execution”, de Lado KvataniyaO Festival de Cinema de Locarno, da Suíça, por outro lado, anunciou que exibirá filmes russos em sua próxima edição em agosto.

O Festival de Cinema de Cannes anunciou na terça-feira (01) que não receberá delegações russas ou participantes com vínculos com o governo, enquanto o Series Mania Festival e a MipTV disseram que não haverá presença russa em seus respectivos eventos, de acordo com a sanção do governo francês contra a Rússia.

 

Skip to content