8   +   9   =  

Locarno 2013 - Vencedores

Terminou ontem a 66ª edição do Festival de Locarno, na Suíça, com o cinema português a triunfar em grande ao conquistar três prémios. O documentário “E agora? Lembra-me”, realizado e protagonizado por Joaquim Pinto, venceu o Prémio FIPRESCI, o Prémio Especial do Juri (o segundo prémio mais importante do festival) e o Prémio do Juri Jovem do Festival de Locarno. O Leopardo de Ouro, a mais alta distinção do certame, foi para o filme “Historia de la meva mort”, de Albert Serra.

 

Competição Internacional

Leopardo de Ouro

Historia de la meva mort, de Albert Serra (França)

Prémio Especial do Júri

E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto (Portugal)

Melhor Realizador

Sang-soo Hong, por Our Sunhi (Coreia do Sul)

Melhor Atriz

Brie Larson, em Short Term 12 (EUA)

Melhor Ator

Fernando Bacilio, em El mudo (Peru)

Menção Especial

Tableau noir, de Yves Yersin (Suíça)

Short Term 12, de Destin Cretton (EUA)

 

Cineasta do Presente

Prémio Cineasta do Presente

Manakamana, de Stephanie Spray, Pacho Velez (Nepal)

Prémio Realizador Emergente

Lois Patiño, por Costa da morte (Espanha)

Prémio Especial do Júri Cine+

Mouton, de Gilles Deroo e Marianne Pistone (França)

Menção Especial

By the River, de Nontawat Numbenchapol (Tailândia)

 

Primeira Obra

Melhor Primeiro Filme

Mouton, de Gilles Deroo e Marianne Pistone (França)

Menção Especial

Manakamana, de Stephanie Spray, Pacho Velez (Nepal)

 

Pardi di Domani (Concurso Internacional)

Melhor Curta-Metragem

La strada di Raffael, de Alessandro Falco (Itália)

Leopardo de Prata

Zima, de Cristina Picchi (Rússia)

Menção Especial

Endorphin, de Reza Gamini (Irão)

Prémio European Film Awards

Zima, de Cristina Picchi (Rússia)

Prémio Legendagem Filme e Vídeo

Tadpoles, de Ivan Tan (Singapura)

 

Pardi di Domani (Concurso Nacional)

Leopardo de Ouro de Melhor Curta-Metragem

A iucata, de Michele Pennetta (Suíça)

Leopardo de Prata

Vigia, de Marcel Barelli (Suíça)

Melhor Estreia

La fille aux feuilles, de Marina Rosset (Suíça)

 

Piazza Grande

Prémio do Público

Gabrielle, de Louise Archambault (Canadá)

Prémio Variety Piazza Grande

2 Guns, de Baltasar Kormákur (EUA)

 

Júris Independentes

Prémio Ecuménico

Short Term 12, de Destin Cretton (EUA)

Prémio Ecuménico – Menção Especial

Tableau noir, de Yves Yersin (Suíça)

Prémio FIPRESCI

E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto (Portugal)

Europa Cinemas Label

Tableau noir, de Yves Yersin (Suíça)

Prémio do Júri Jovem

Blackwater, de Shinji Aoyama (Japão)

Short Term 12, de Destin Cretton (EUA)

E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto (Portugal)

Prémio Ambiente e Qualidade de Vida

Tableau noir, de Yves Yersin (Suíça)

Prémio Júri Jovem – Melhor Filme

Los insólitos peces gato, de Claudia Sainte-Luce (México)

Prémio Júri Jovem – Melhor Curta Internacional

Quelqu’un d’extraordinair, de Monia Chokri (Canadá)

Prémio Júri Jovem – Melhor Curta Nacional

Alfonso, de Jan-Eric Mack (Suíça)

Prémio FICC/IFFS

Sangue, de Pippo Delbono (Itália)

Menção Especial – FICC/IFFS

Tonnerre, de Guillaume Brac (França)

 

Semana da Crítica

Prémio SRG SSR

Master of the Universe, de Marc Bauder (Alemanha/Austria)

Prémio Zonta Club Locarno

Flowers from the Mount of Olives, de Heilika Pikkov (Estónia)