No final de junho os estúdios Aardman tinham anunciado a produção para a Netflix da sequela de A Fuga das Galinhas (2000), de Peter Lord e Nick Park, que assinala este ano o seu 20.º aniversário.

No entanto, ficou-se a saber que Mel Gibson e Julia Sawalha não vão voltar a dar as suas vozes às personagens Rocky e Ginger, respetivamente.

A atriz Julia Sawalha mostrou o seu desagrado ao afirmar publicamente que não vai dar vida a Ginger na sequela a ser realizada por Sam Fell e com argumento de Karey Kirkpatrick, John O’Farrell e Rachel Tunnard.

Julia Sawalha disse ter sido “inesperadamente informada, através de email”, que a sua voz “agora parece ‘demasiado velha’ e eles querem uma atriz mais nova para repetir a personagem”.

A própria demonstrou nas redes sociais o seu descontentamento, alegando não lhe ter sido sequer pedido para fazer um teste de voz. “Vamos ser francos, sinto que fui injustamente demitida”, acrescentou Julia Sawalha. De notar que a atriz tem apenas 51 anos.

A animação em stop-motionA Fuga das Galinhas” (2000) marcou uma geração, tendo sido um importante passo dado neste género de animação, bem como na forma como se pode animar utilizando materiais característicos. O filme marcou uma geração de animadores, tendo recebido 23 prémios e somando cerca de 25 nomeações. “A Fuga das Galinhas 2″ vai começar a ser produzido pela produtora de animação britânica em 2021.