Os 10 melhores filmes de 2010, por Tiago Resende

Aqui está o meu Top10 dos melhores filmes de 2010, com “Lola”, “Um Homem Singular” e “Mistérios de Lisboa”nos três primeiros lugares, respectivamente. Tive alguma dificuldade em fazer esta lista, mais até em colocar os filmes por ordem de importância, porque é tudo muito relativo. Há muita coisa em jogo, a técnica, as emoções, a história, etc.

 

Destaco o filme de Brillante Mendoza, “Lola”, como o melhor de 2010 por ser uma obra magnífica do neo-realismo, neste caso filipino, do séc.XXI. “Lola” é um misto de documentário social com ficção e melodrama. “Lola” é um triunfo para a sétima arte! Este filme apesar de ter sido visto por cinco mil espectadores em Portugal, o que faz com que seja um “sucesso” de Portugal para um filme independente, não tem sido muito falado pela crítica. Todos devem ver este extraordinário filme.

 

O 2º lugar ficou ocupado por “Um Homem Singular”, de Tom Ford, que é um dos filmes mais surpreendentes de 2010. Primeiro filme de Ford e é logo uma obra-prima. Tal como Orson Welles, em 1941, com o seu primeiro filme, “O Mundo A Seus Pés”, cria uma obra-prima. Em 3º lugar escolhi “Mistérios de Lisboa” de Raúl Ruiz por ser uma obra prima do cinema português, apesar de ter sido feita por um chileno.

 

Muitos devem estranhar e não concordar, com a ausência do filme “A Origem” do meu top. Mas, a verdade é que “Inception”, apesar de ser um bom filme, não é mais do que isto. É um blockbuster cheio de explosões e acção, para agradar as massas. Tem uma boa ideia, mas não a desenvolve. Com o tempo eu fui perdendo o gosto a este filme, pois toda a gente que conheço o elogiava como se tivessem visto uma obra prima, um filme único do cinema. Ora, para dizerem tal coisa é porque não viram ainda o bom cinema. E isso revolta-me, vejam primeiro filmes como “Lola”, “Fish Tank”, “Anticristo” ou “Mistérios de Lisboa”.

 

Outro filme que não está presente no meu top é “O Filme do Desassossego”, de João Botelho, que é também uma obra prima do cinema português, mas visto já ter dois representantes do cinema português, optei por não o colocar. O resto da lista é composta por: “José e Pilar”, “Toy Story 3”, “O Laço Branco”, “Fish Tank”, “A Rede Social”, “O Escritor Fantasma” e “Anticristo”. Concluindo, penso que 2010 foi um ano de bom cinema, quer cinema independente e quer cinema português.

O meu Top10 de 2010:

1. Lola

2. Um Homem Singular

3. Mistérios de Lisboa

4. José e Pilar

5. Toy Story 3

6. O Laço Branco

7. Fish Tank

8. A Rede Social

9. O Escritor Fantasma

10. Anticristo