“Les Misérables”, de Ladj Ly, foi o grande vencedor dos Prémios César 2020, atribuídos pela Academia do Cinema Francês, ao receber os prémios de Melhor Filme, Melhor Ator Revelação, Melhor Montagem e o Prémio do Público. Seguem-se “La Belle Époque”, de Nicolas Bedos, e “J’Accuse”, de Roman Polanski, com três prémios cada, sendo que Polanski venceu o César de Melhor Realizador.

Melhor Filme
Les Misérables, de Ladj Ly
Melhor Primeira Obra
Papicha, de Mounia Meddour
Melhor Documentário
M, de Yolande Zauberman
Melhor Filme de Animação
J’ai Perdu Mon Corps, de Jérémy Clapin
Melhor Filme Estrangeiro
Gisaengchung, de Bong Joon Ho (Coreia do Sul)
Melhor Realização
Roman Polanski, por J’Accuse
Melhor Ator
Roschdy Zem, em Roubaix, Une Lumière
Melhor Atriz
Anaïs Demoustier, em Alice et le Maire
Melhor Ator Secundário
Swann Arlaud, em Grâce à Dieu
Melhor Atriz Secundária
Fanny Ardant, em La Belle Époque
Melhor Ator Revelação
Alexis Manenti, em Les Misérables
Melhor Atriz Revelação
Lyna Khoudri, em Papicha
Melhor Argumento Original
Nicolas Bedos, por La Belle Époque
Melhor Argumento Adaptado
Roman Polanski e Robert Harris, por J’Accuse
Melhor Montagem
Les Misérables
Melhor Fotografia
Portrait de la Jeune Fille en Feu
Melhor Música Original
Dan Lévy, J’ai Perdu Mon Corps
Melhor Som
Le Chant du Loup
Melhor Direcção Artística
La Belle Époque
Melhor Guarda-Roupa
J’Accuse
Melhor Curta-Metragem de Ficção
Pile Poil, de Lauriane Escaffre e Yvonnick Muller
Melhor Curta-Metragem de Animação
La Nuit des Sacs Plastiques, de Gabriel Harel
César do Público
Les Misérables, de Ladj Ly