45º Festival de Cinema de Gramado 2017 - 22/08/2017 - Troféu Kikito - Crédito : Diego Vara / Pressphoto

Festival de Cinema de Gramado: estão abertas as inscrições para a 50ª edição

Festival de Cinema de Gramado deu início a sua histórica 50ª edição, que acontece entre os dias 12 e 20 de agosto de 2022.

Realizadores do Brasil e de países ibero-americanos já podem anotar a data: dia 15 de março, às 10h, abrem as inscrições para as mostras competitivas de longa-metragem brasileiro (LMB), longa-metragem estrangeiro (LME), longa-metragem documental (LMD) e curta-metragem brasileiro (CMB).

Divulgação

 

Inscrições:

O formulário de inscrição estará disponível no site: www.inscricoescinema.com.br. O prazo encerra dia 20 de abril, às 23 horas e 59 minutos. Todas as regras e critérios para participar da seleção constam no regulamento, que está disponível no site do Festival (www.festivaldegramado.net).

As inscrições para as mostras competitivas de longa-metragem gaúcho (LMG) e curta-metragem gaúcho (CMG) terão as datas divulgadas posteriormente.

 

Exigências:

Entre as exigências para a inscrição na competição estão critérios como duração mínima de 70 minutos para longas e máxima de 20 minutos para curtas; ineditismo regional para curtas brasileiros (sem exibição pública e comercial no Rio Grande do Sul) e ineditismo nacional para longas brasileiros e estrangeiros (sem exibição pública e comercial no Brasil).

 

Quais países podem participar?

Podem se inscrever filmes do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, Portugal, República Dominicana, Uruguai e Venezuela concluídos a partir de 1° de maio de 2020.

 

Quantos prémios serão concedidos?

São 12 categorias premiadas com o cobiçado Kikito para LMB, seis para LME, 10 para CMB e Melhor Filme para longa-metragem documental (LMD).

 

Curadoria e seleção:

Os longas brasileiros e estrangeiros, assim como os longas documentais serão selecionados pela equipe curatorial composta pelo crítico de cinema e professor universitário Marcos Santuario, pela atriz e cantora argentina Soledad Villamil e pela atriz, roteirista e cineasta Dira Paes (que assume a vaga do jornalista e apresentador Pedro Bial).

Marcos Santuário e Soledad Villamil

No ano passado, os organizadores anunciaram pelo Instagram a saída do jornalista e apresentador do grupo Globo Pedro Bial, por motivos não esclarecidos. Bial integrava a curadoria do festival desde 2019. Em 2021, a seleção de filmes seguiu a cargo do crítico de cinema e professor universitário Marcos Santuário, junto à cantora e atriz argentina Soledad Villamil.

Em 2022, Dira Paes, premiada atriz brasileira conhecida por suas performances tanto no teatro, quanto no cinema e televisão, passa a integrar o time de curadores do Festival. Paes teve passagem por importantes festivais nacionais e internacionais, como Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Cine Ceará, Los Angeles Brazilian Film Festival, Seattle Latino Film Festival e Miami Brazilian Film Festival. Em 2017, a atriz recebeu o Troféu Oscarito por sua contribuição ao cinema brasileiro.

Dira Paes com seu Troféu Oscarito. – Crédito: Diego Vara / Pressphoto

Grandes nomes da crítica brasileira já passaram pelo quadro de curadores do Festival de Cinema de Gramado. Como os icônicos: José Wilker (1944-2014), Rubens Ewald Filho (1945-2019) e Eva Piwowarski (1956-2019). Dira Paes escreve mais um capítulo em sua carreira e quem ganha é a comunidade cinéfila.

 

Novidade comemorativa:

Documentaristas brasileiros terão, em Gramado, uma nova janela de exibição. A partir deste ano, o Festival passa a contar com uma mostra competitiva dedicada especialmente ao gênero. Serão cinco filmes selecionados que concorrerão ao Kikito de Melhor Filme de Longa-Metragem Documental.

Rosa Helena Volk, presidente da Gramadotur, autarquia municipal responsável pelos eventos da cidade, e secretária de Turismo de Gramado, relembra a trajetória do gênero em cinquenta anos de história:

“Gramado é um festival muito plural. Temos um longo relacionamento com o gênero documental que, dentre muitos capítulos, podemos relembrar o clássico Ilha das Flores, de Jorge FurtadoUma Longa Viagem, de Lúcia Murat, até filmes mais recentes, como Cavalo de Santo, de Mirian Fichtner e Carlos Caramez, exibido na última edição”.

Cartaz de Ilha das Flores de Jorge Furtado

Os selecionados terão uma janela de exibição diferenciada: os cinco filmes serão veiculados pelo Canal Brasil, dentro da programação do Festival de Gramado, e disponibilizados no Globoplay durante o evento. Escolhido pelo júri, o vencedor será, ainda, exibido no Palácio dos Festivais como filme de encerramento da edição.

Skip to content