Kristen Stewart vai interpretar Susan Sontag em filme biográfico

Kristen Stewart Kristen Stewart

A atriz Kristen Stewart é a escolhida para encarnar Susan Sontag no filme que gira em torno da vida da influente escritora norte-americana, numa produção da Brouhaha Entertainment.

Kristen Stewart vai interpretar o papel da escritora filósofa e ativista política no próximo filme da produtora britânica e australiana – que contará ainda com a realização de Kirsten Johnson.

O filme, atualmente intitulado apenas “Sontag”, é baseado na premiada biografia de Susan Sontag, vencedora de um Pullitzer, “Sontag: Her Life and Work”, de Benjamin Moser e contará com quatro capítulos focados na figura controversa de Sontag.

A escritora, que morreu em 2004, foi uma prolífica ensaísta, romancista e crítica de cultura. Foi ainda uma forte opositora à Guerra do Vietname e grande crítica da política externa dos Estados Unidos, bem como da política interna no que toca à inação em relação à crise do HIV.

O primeiro trabalho que lhe trouxe notoriedade pública foi o ensaio de 1964 “Notes on Camp”, onde reflete sobre os atributos do gosto na comunidade gay. Escreveu ainda muito sobre estética, fotografia, teatro e cinema, tendo mesmo escrito e realizado quatro filmes: “Duet for Cannibals” (1969), “Brother Carl” (1971), “Promised Lands” (1974) e “Unguided Tour” (1983).

Para além do seu trabalho, a escritora sempre foi muito honesta acerca da sua identidade sexual e assumiu-se como bissexual desde muito cedo, numa altura em que não era particularmente comum para uma mulher. À altura da sua morte, a escritora encontrava-se num relacionamento de 15 anos com a fotógrafa Annie Lebowitz.

Susan Sontag por Annie Leibovitz
Susan Sontag por Annie Leibovitz

A atriz norte americana Kristen Stewart, que anteriormente também interpretou o papel de princesa Diana em “Spencer”, é atualmente a presidente do júri internacional na 73.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim, onde terão início as filmagens para o projeto.

Para além deste papel, Stewart já tinha interpretado, em 2019, o papel da atriz Jean Seberg em “Seberg” e, mais recentemente, o público pôde vê-la num registo muito diferente destes papéis em “Crimes do Futuro”, de David Cronenberg, demostrando como, para além de hiperativa, é também bastante multifacetada. Antes disso, em 2009, já tinha sido Joan Jett em “As Runaways” e Savannah Knoop em “JT LeRoy”, de 2018.

A juntar a esta enorme panóplia de interesses, soube-se recentemente que a atriz vai ainda estar por detrás das câmaras para realizar três videoclips de Boygenius, o supergrupo musical indie que junta Phoebe Bridgers, Lucy Dacus e Julien Baker e cujo disco de estreia chega em março deste ano.

Kristen Stewart estreia-se ainda na realização de longas metragens em breve, com “The Chronology Of Water”, protagonizado por Imogen Poots, e vai poder ser vista em mais dois filmes: “Love Me”, com Steven Yeun, e “Love Lies Bleeding”, com Dave Franco e Jena Malone.

A realizadora Kirsten Johnson é conhecida pelo seu trabalho em documentário e por ter trabalhado como diretora de fotografia nos documentários de Laura Poitras “The Oath”, e pelo galardoado com o Óscar “Citizenfour” (sobre Edward Snowden), também de Laura Poitras.

Kirsten Johnson nas filmagens de "Dick Johnson is Dead" ©Netflix
Kirsten Johnson nas filmagens de “Dick Johnson is Dead” ©Netflix

Na realização, Kirsten Johnson destacou-se com “Dick Johnson Is Dead” (2020), uma produção que conta a sua própria história pessoal e a relação com o pai, que sofria de demência, e “Cameraperson” (2016), um conjunto de memórias sobre as décadas a filmar documentários pelo mundo fora.

Com “Sontag”, Kirsten Johnson marca a sua estreia na realização de uma drama de ficção, tendo em conta que a sua carreira, quer como realizadora, quer como diretora de fotografia, tem-se centrado no documentário.

Johnson é ainda a co-autora do guião em conjunto com Lisa Kron, autora do livro e letras de “Fun Home”, o musical da Broadway baseado na vida da cartoonista lésbica Allison Bechdel . Prevê-se que as filmagens decorram ao longo deste ano na Califórnia, Nova Iorque, Paris e Sarajevo.

A Brouhaha Entertainment foi fundada em 2021 pela britânica Gabrielle Tana e pelos australianos Troy Lum e Andrew Mason e no seu catálogo inclui-se o próximo trabalho de Anton Corbijn, “Switzerland”.

Skip to content