"Montanha" (2015)_3

“Montanha”, a primeira longa-metragem de João Salaviza, que com as curtas “Arena” e “Rafa” conquistou a Palma de Ouro e o Urso de Ouro nos festivais de Cannes e Berlim, venceu o prémio Antigone d’Or, o galardão mais importante do CINEMED – Festival International Cinéma Méditerranéen Montpellier, que decorreu de 24 a 31 de outubro.

O filme estreou internacionalmente no Festival de Veneza, na Semana da Crítica e foi também já apresentado no Festival de San Sebastian. Em Veneza o jornal Libération escrevia que a “Montanha” pertencia “o plano mais belo” visto até à data no festival. O filme terá antestreia no Lisbon & Estoril Film Festival a 8 de novembro, às 18h45, no cinema Monumental.

Em Portugal, estreia a 19 de novembro em Lisboa (Cinema Ideal, Monumental), Porto (UCI Arrábida), Almada (Fórum), Aveiro (Fórum), Cascais (Cinema da Villa), Coimbra (Dolce Vita), tendo também já exibições confirmadas em Setúbal (19 de novembro), Santarém (21 de novembro), Vila do Conde (22 de novembro), Leiria (23 a 25 de novembro), Castelo Branco (24 de novembro), Santa Maria da Feira (29 de novembro), Braga (30 de novembro) e Figueira da Foz (4 de dezembro).

Um Verão quente em Lisboa. David, 14 anos, aguarda a morte iminente do avô, mas recusa-se a visitá-lo, temendo esta perda terrível. A mãe, Mónica, passa as noites no hospital. O vazio pela falta do avô obriga David a tornar-se o homem da casa. David não se sente pronto para assumir este novo papel, mas o fim da infância aproxima-se sem que ele se aperceba…

Também o filme “Volta à Terra” de João Pedro Plácido foi premiado em Montpellier, tendo recebido o Prix Ulysse e o Prix Etudiant de la Première Oeuvre.