Mostra-Cinema-Anti-Racista-2020

Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista 2020 realiza-se em outubro

Vem aí a 7.ª edição da MICAR – Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista, a única mostra de cinema do género em Portugal, promovida pelo Movimento SOS RACISMO, de 2 a 4 de outubro, no Teatro Municipal do Porto.

A MICAR 2020, sob o mote “Racismos e variações eurocêntricas: da Invisibilidade à Pluralidade”, apresenta 7 filmes para “descodificar e visibilizar o sistema racial, etnocêntrico e xenófobo que vigora na arquitectura do tempo e espaço em que vivemos.”

A MICAR pretende este ano suscitar “uma discussão plural e efectiva de alternativas consequentes para o combate ao racismo e à discriminação étnico-racial e para a construção de uma sociedade igualitária, que permita a integração efectiva, a participação e a mobilidade e cidadania plena a todas e todos. Discutir-se-á o papel desempenhado pela cultura e pelos media – e.g., programas de entretenimento, de debate e comentário político – e a forma como estes têm vindo a naturalizar, no espaço público e político, formas de violência e de incitamento ao ódio que revitimizam aquelas e aqueles que quotidiamente enfrentam o Racismo e a Xenofobia.”

A sessão de abertura realiza-se a 2 de outubro com “Eu não sou Pilatus” e “What you gonna do when the world is on fire?”, um filme que “junta uma série relatos que documentam o discurso íntimo do dia-a-dia entre mães, filhos, proprietários de negócios, personalidades locais e novos membros do Partido dos Panteras Negras em várias comunidades no sul dos Estados Unidos durante o verão de 2017.”. As sessões são gratuitas.

A 7.ª edição reforça a ideia de que ainda é preciso haver este tipo de iniciativas, este tipo de cinema, é necessária uma Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista.

Sexta-feira, 02 de outubro

Sessão de Abertura | 21:30
Eu não sou Pilatus | Welket Bungué | Portugal, 2019, documentário, 11′, M/12
What you gonna do when the world is on fire? | Roberto Minervini | Itália, França e EUA, 2018, documentário, 1h53′, M/12
Inclui abertura e comentário aos filmes feito pelo realizador Welket Bungué

Sábado, 03 de outubro
17:30
Ceuta, douce prison | Loïc Hecht e Jonathan Millet | França, 2014, documentário, 1h30′, M/12
Inclui debate no final

21:30
Black Sheep | Ed Perkins | Reino Unido, 2018, documentário, 26′, M/16
Show me Democracy | Dan Parris | EUA, 2017, documentário, 1h30′, M/12
Inclui debate no final

Domingo, 04 de outubro
17:30
Opré Chavalé | Tiago Cravidão | Portugal, 2016, documentário, 18′, M/6
Our School | Mona Nicoara e Miruna Coca-Cozma | Roménia, Suíça e EUA, 2011, documentário, 1h35′, M/12
Inclui debate no final

Fonte: MICAR