3   +   7   =  

À medida que a Direção Geral de Saúde de França vai aliviando as medidas de confinamento devido à pandemia da COVID-19, as produções cinematográficas retomam a sua atividade lentamente. No dia 7 de julho, o ator francês Matthieu Rozé vai iniciar as filmagens, na costa azul do sul de França, da sua primeira longa-metragem como realizador, “Azuro”, que será protagonizado pelo português Nuno Lopes e os franceses Élodie Bouchez e Yannick Choirat.

Escrito por Matthieu Rozé e Julie Peyr, baseado no romance de Marguerite Duras, “Os Cavalos de Tarquínia”, a história passa-se no verão, contra um calor sufocante e uma mudança de clima. Um grupo de amigos retorna, como todos os anos, à sua pequena vila favorita, situada entre as montanhas e o mar. Como sempre, estão entediados, comem e bebem muito. Não prestam atenção ao fogo que progride na montanha, nem ao mundo ao seu redor. Mas este ano, um homem muito misterioso chega do mar, num barco de ouro, e vem perturbar o seu suposto equilíbrio.

Produzido por Veronique Zerdoun para a Tabo-Tabo Films, “Azuro” é coproduzido pela Comic Strip Production e conta ainda no elenco com Thomas Scimeca, Laetitia Dosch e Maya Sansa.

Nuno Lopes, que tem feito sucesso na série da Netflix, White Lines”, de Álex Pina, está também a trabalhar no novo filme de Marco Martins, “Great Yarmouth – Figuras Provisórias” (a estrear em 2021), que, devido à pandemia, as filmagens tiveram de ser interrompidas.