“O Filho de Saul” de László Nemes chega às salas de cinema nacionais a 25 de fevereiro, distribuído pela Midas Filmes. Um dos filmes mais badalados do Festival de Cannes 2015, onde chegou ganhar o Grande Prémio e o Prémio da Crítica Internacional (FIPRESCI), é visto como um olhar duro do húngaro László Nemes sobre o Holocausto, onde o ator Géza Röhrig é o protagonista.

“O Filho de Saul” ganhou já o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e é o favorito a vencer o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro este ano. Venceu ainda o prémio da CST (Comissão Superior Técnica) francesa, atribuído a Tamas Zanyi responsável pelo som do filme, sendo que o som é um dos elementos mais avassaladores neste retrato de dois dias da vida de um Sonderkommando no campo de concentração de Auscwitz/Birkenau.

“O Filho de Saul” decorre em outubro de 1944 em Auschwitz-Birkenau. Saul Ausländer é um membro húngaro do Sonderkommando, o grupo de prisioneiros judeus isolados do campo de concentração e forçados a dar apoio aos Nazis no processo de exterminação em larga escala. Durante os trabalhos num dos crematórios, Saul descobre o corpo de um rapaz que ele reconhece como sendo o seu filho. Enquanto os Sonderkommando planeiam uma revolta, Saul fica obcecado com uma missão impossível: salvar o corpo do rapaz de uma autopsia e encontrar  um rabino para lhe recitar as orações Kaddish e realizar o funeral.

"O Filho de Saul" (2015)_2