Óscares 2021: Cerimónia será ao vivo no Dolby Theatre e em “vários locais”

oscares-sala

Este ano os Óscares vão ser bem diferentes do que é habitual, devido à pandemia da COVID-19, que já obrigou ao adiamento da 93.ª cerimónia para o dia 25 de abril, dois meses mais tarde do que é habitual.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood informou que a 93.ª edição dos Óscares vai realizar-se presencialmente e em direto de várias salas, além do emblemático Dolby Theatre de Hollywood.

Não foram confirmados quais seriam os “vários locais” em que também irá decorrer a cerimónia, mas especula-se que seja de costa a costa dos EUA (como já aconteceu na década de 1950, em Los Angeles e Nova Iorque) e até em salas fora dos EUA.

“Neste ano tão atípico que exigiu tanto a toda a gente, a Academia está determinada a apresentar uma cerimónia dos Óscares como nenhuma outra, ao mesmo tempo que prioriza a saúde pública e a segurança de todos os que irão participar. Para criar o espetáculo vivo que a nossa audiência mundial quer ver, adaptando-nos aos constrangimentos da pandemia, a cerimónia será difundida em direto a partir de múltiplos locais, entre eles o emblemático Dolby Theatre”, disse um porta voz da Academia.

Atualmente as salas de cinema dos EUA encontram-se praticamente encerradas, desde março do ano passado, o que significa que estes Óscares vão realizar-se num ambiente de crise na indústria cinematográfica dos Estados Unidos.

A Academia tem feito os possíveis para abranger o maior número de filmes possível, tendo já alargado a elegibilidade de filmes com estreia em plataformas de streaming. A maioria dos filmes não teve oportunidade de estrear nas salas de cinema em 2020. Assim, o número de inscrições este ano tem batido recordes, como é o caso das inscrições de documentários que aumentaram de 170 para 238 inscrições. A categoria de Filme Internacional teve 93 países inscritos para concorrer à estatueta de ouro, outro recorde histórico. A lista de finalistas em 9 categorias foi revelada recentemente e pode ser consultada aqui.

O realizador Steven Soderbergh vai produzir a transmissão da cerimónia ao lado de Stacey Sher e Jesse Collins. Os nomeados vão ser revelados a 15 de março e a transmissão da 93.ª edição dos Óscares realiza-se a 25 de abril.