O drama “Elle” (“Ela”) de Paul Verhoeven foi o grande vencedor da 22ª edição dos Prémios Lumière, ao receber três prémios (Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor atriz), atribuídos pela imprensa internacional sediada em França. Jean-Pierre Léaud venceu o prémio de Melhor Ator em “A Morte de Louis XIV”.

Melhor Filme
Elle, de Paul Verhoeven
Melhor Primeiro Filme
Divines, de Houda Benyamina
Melhor Documentário
Voyage à Travers le Cinéma Français, de Bertrand Tavernier
Melhor Filme Francófono
Inhebek Hedi, de Mohammed Ben Attia (Túnisia)
Melhor Filme de Animação
Ma Vie de Courgette, de Claude Barras
Melhor Realizador
Paul Verhoeven, por Elle
Melhor Ator
Jean-Pierre Léaud, em La Mort de Louis XIV
Melhor Atriz
Isabelle Huppert, em Elle
Melhor Revelação Masculina
Damien Bonnard, em Rester Vertical
Melhor Revelação Feminina
Oulaya Amamra e Déborah Lukumuena, em Divines
Melhor Argumento
Céline Sciamma, Ma Vie de Courgette
Melhor Fotografia
Jonathan Ricquebourg, La Mort de Louis XIV
Melhor Música
Ibrahim Maalouf, Dans les Forêts de Sibérie
Melhor Lumière de Honra
Marion Cotillard e Thierry Frémaux