O realizador Marco Martins, conhecido pelos filmes “Alice” (2005) e “São Jorge” (2016), estreia-se na ficção para televisão com “Sara”, uma obra que volta a juntar no ecrã alguns dos seus colaboradores habituais. A ideia original deste projecto parte de Bruno Nogueira, que escreve o argumento juntamente com Ricardo Adolfo e com Marco Martins, sobre o processo de transformação de uma atriz de cinema e teatro forçada a aceitar um papel numa telenovela do prime-time. Sara, a protagonista que dá o nome a esta série, é protagonizada por Beatriz Batarda, que se envolve pela primeira vez num projecto de humor, ainda que se trate de um humor marcadamente trágico-cómico.

Em “Sara” acompanhamos a transformação de Sara Moreno (Beatriz Batarda), uma atriz de cinema e de teatro, conhecida pela densidade dos seus papéis dramáticos e pela facilidade em chorar nas personagens que interpreta. Com a doença do pai, Sara deixa de conseguir chorar e é forçada a aceitar o papel principal numa telenovela, algo que irá transformar por completo a sua vida. Ao longo de oito episódios, acompanhamos a tentativa de adaptação de Sara a um estilo de vida de fama rápida e de promiscuidade, as suas frustrações, dúvidas e o drama de uma atriz de cinema cansada de pensar demais. E de chorar.

A propósito do processo de escrita, em colaboração com Bruno e Ricardo, o realizador comentou: “A minha entrada na série acontece no seguimento de um convite do Bruno Nogueira que tinha escrito uma sinopse com as ideias fundamentais da narrativa. Gostei muito de trabalhar na escrita deste guião a seis mãos com o Bruno Nogueira, que colaborou também na escolha do casting e ensaios, e com o Ricardo Adolfo, que já tinha colaborado comigo no “São Jorge”. Foi um processo de cerca de três meses bastante intensivos, em que fizemos alguma pesquisa sobre o mundo da televisão e das novelas em Portugal e tivemos várias conversas com a Beatriz sobre as grandes questões que se colocam a uma actriz da sua idade.”

Além de Beatriz Batarda, o elenco é composto por Nuno Lopes, Albano JerónimoJosé RaposoMiguel GuilhermeRita Blanco e Bruno Nogueira, entre muitos outros. A série conta ainda com a participação e as músicas de B Fachada e excertos da autoria de Valter Hugo Mãe, retirados da obra “a máquina de fazer espanhóis”. Nuno Malo assina a banda sonora original da série, produzida Ministério dos Filmes.

“Sara”, a primeira série televisiva realizada por Marco Martins, teve a sua estreia antecipada no Festival IndieLisboa 2018 onde, pela primeira vez, se exibiu uma série para televisão. A série estreia dia 7 de outubro, às 22h15, na RTP2.