Spike Lee lança “3 Brothers”, curta-metragem de protesto pela morte de George Floyd

O realizador de sucessos como “A Última Hora” (2002) e “BlacKkKlansman: O Infiltrado” (2018) divulgou no Twitter uma curta-metragem de maneira a expressar a sua revolta contra o racismo e o uso excessivo da força por parte da polícia.

Intitulada “3 Brothers – Radio Raheem, Eric Garner and George Floyd”, a curta-metragem consiste numa montagem de uma das cenas do seu filme de 1989, “Não Dês Bronca”, onde a personagem de Bill Nunn, Radio Raheem, é estrangulada até à morte por polícias brancos, com os vídeos das agressões a Eric Garner, em 2014, e a George Floyd, este ano.

Spike Lee é um ativista contra a discriminação racial e, para além de o mostrar fora da sua área de trabalho, o realizador nascido na Georgia, usa também a sua arte para, de certa forma, alertar consciências e promover a reflexão crítica daquilo que tem sido a história dos Estados Unidos da América e não só. Para além de “Não Dês Bronca” e da sua mais recente longa-metragem, “Blackkklansman: O Infiltrado”, Lee apresentou já outras obras sobre o tema, entre as quais estão “Malcolm X” e “Marcha sobre Washington”.

https://twitter.com/SpikeLeeJoint/status/1267269978320826368