Wim Wenders recebe Prémio no Festival de Sarajevo 2021 e defende Johnny Depp

Wim Wenders é o homenageado Honorary Heart of Sarajevo deste ano, com um programa Tribute To dedicado ao seu trabalho. O Festival decorre de 13 a 20 deste mês. Wenders e o seu trabalho foram objecto de tributo durante todo o festival, que galardoou o diretor com o “Coração honorário de Sarajevo” na passada sexta-feira, dia 13 de Agosto. Wenders lecionou uma Masterclass como parte do festival, onde também falou sobre a sua extensa carreira e o que pensa sobre cineastas contemporaneamente. O programa Tribute contou igualmente com uma exibição do seu clássico (1984) Paris, Texas.

Wenders disse, em entrevista, que está feliz por estar em Sarajevo dez anos após sua primeira visita; e está satisfeito porque os eventos físicos podem ocorrer novamente. “O espírito da cidade ainda está lá – [Sarajevo] é uma cidade muito aberta e pacífica, uma cidade para o diálogo e a coexistência”, disse ele, recordando-se de que esta foi a primeira vez desde o início da pandemia que pôde ver filmes em ambientes fechados. “Os festivais têm um papel importante para manter vivos os filmes e o espírito do cinema”, acrescentou.

Fruto da Fundação criada pelo realizador, em 2012, a Fundação Wim Wenders, e como meio de preservar e restaurar o trabalho cinematográfico, foi apresentado no Festival, pelo músico Bono Vox, a mais recente versão restaurada de “Million Dollar Hotel” do realizador em tributo. Trata-se de um drama de suspense protagonizado  por Jeremy Davies, Milla Jovovich e Mel Gibson, pelo qual Wenders ganhou o Urso de Prata no Festival de Cinema de Berlim, em 2000. Bono co-escreveu o argumento com Wim Wenders e Nicholas Klein, e a sua música está imbuída em todo o filme. O músico já tinha comparecido à estreia deste filme no 6º Sarajevo Film Festival, nesse mesmo ano.

 

O cineasta alemão Wim Wenders falou ainda em defesa dos festivais de cinema de Karlovy Vary e San Sebastián, que atraíram críticas pela atribuição dos prémios honorários ao actor Johnny Depp. O realizador afirmou na mesma entrevista: “Se alguém é condenado por causa de algumas acusações, é muito difícil às vezes para provar o contrário. “Às vezes é provado sem sombra de dúvida, como é o caso do Sr. Weinstein na minha opinião. Em outros casos, se houver uma sombra de dúvida, acho que as pessoas são livres para atribuir um prémio, por aquilo que [Depp] faz como artista de cinema. Johnny certamente fez vários excelentes filmes e apoiou alguns excelentes projetos .Quem sou eu para julgar como ele conduz sua vida?”.

Acerca dos seus próximos projectos, Wenders disse que começou a trabalhar em dois documentários de longa-metragem que foram interrompidos pela pandemia. Tem algum material já filmado no verão de 2020 e tem outras filmagens planeadas para este setembro; ambos os projetos estão “em andamento” e levarão três ou quatro anos para serem concluídos, prevê Wenders.

Skip to content