Arranca hoje em Lisboa a 19.ª Festa do Cinema Francês com a exibição de uma cópia restaurada em 4K de um dos maiores clássicos do cinema francês, “Cyrano de Bergerac” (1990), realizado por Jean-Paul Rappeneau, o padrinho desta edição. Este filme é uma adaptação da peça de Edmond Rostand por Jean-Paul Rappeneau e Jean-Claude Carrière. “Cyrano de Bergerac” é hoje um dos grandes clássicos do cinema francês, premiado com 10 Césares (entre os quais, o de Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Ator) e 1 Óscar (Melhor Guarda Roupa). Protagonizado por Gérard Depardieu, Anne Brochet, Jacques Weber e Vincent Perez, a sessão acontece às 21h30, no Cinema São Jorge, e conta com a presença do realizador francês.

A acção situa-se no século XVII em Paris. Cyrano de Bergerac, exímio na esgrima e poesia, afligido por um longo nariz, encontra-se secretamente apaixonado pela sua prima, Roxanne. Não ousa declarar-lhe a sua paixão, ou o coração desta não batesse pelo belo Christian. Cyrano e Christian vão servir no mesmo regimento e tornam-se amigos. No entanto, Christian não sabe falar com as mulheres e Cyrano empresta-lhe a sua eloquência.

Dos 40 filmes da programação, 27 são antestreias das quais se destacam “L’Apparition”, de Xavier Giannoli, “Le Grand Bain”, de Gilles Lellouche, “La Prière”, de Anthony Bajon, “Le Vent Tourne”, de Bettina Oberli, “Les Confins du Monde”, de Guillaume Nicloux, “Nos Batailles”, de Guillaume Senez, “Plaire, aimer et courir vite”, de Christophe Honoré, e “Le Collier Rouge”, de Jean Becker.

A sessão de encerramento em 14 de outubro, no Cinema São Jorge, terá como convidado o realizador Stéphane Brizé, que apresentará o seu filme mais recente “En Guerre”.

Depois de Lisboa, a 19ª edição da Festa do Cinema Francês passará por Almada (10-14 out), Aveiro (16 e 17 out), Beja (6-9 nov), Coimbra 16-21 out), Faro (6-9 nov), Leiria (6 e 7 nov), Porto (23-28 out), Seixal (7-10 nov), Setúbal (9-11 nov) e Viana do Castelo (24-26 out).