11ª Festa do Cinema Italiano vai realizar-se a partir de abril nas seguintes cidades: Lisboa (4 a 12 abril), Porto (4 a 8 Abril), Cascais (5 a 8 abril), Setúbal (5 a 8 abril), Almada (6 a 8 abril), Coimbra (7+12+13 abril), Évora (11 a 13 abril), Aveiro (16 e 17 abril), Viseu (17 a 19 abril), Beja (2 a 4 maio), Moita (11+18+25 maio), Tomar (15 a 19 maio), Loulé (18 a 20 maio), Viana do Castelo (22 e 23 maio), Caldas da Rainha (22 a 24 maio), Funchal (6 a 9 junho).

A 11ª edição arranca a 4 de abril, em Lisboa, com “Sicilian Ghost Story”, dos realizadores Fabio Grassadonia e Antonio Piazza. “O filme, que abriu também a Semaine de la Critique do Festival de Cannes em 2017, é uma fábula romântica no mundo implacável da máfia italiana, inspirada num crime que chocou a opinião pública italiana nos anos 90: o rapto de uma criança pela máfia. A história acompanha Luna, a colega de classe de Giuseppe, de 13 anos, que desapareceu numa pequena vila siciliana e por quem está apaixonada. Recusando-se a aceitar o desaparecimento do rapaz, Luna está disposta a ir até ao mundo sombrio que o engoliu.”. Em Lisboa, a sessão de encerramento acontece a 12 de abril, com a antestreia de “The Place”, o novo filme de Paolo Genovese.

Ao todo serão apresentadas cerca de 50 filmes, entre produções recentes e clássicos do cinema italiano, na secção Amarcord, entre os quais os eternos “Cinema Paraíso” (1988) de Giuseppe Tornatore, que será reposto nos cinemas a partir de 5 de abril, e “O Carteiro de Pablo Neruda” (1994) de Massimo TroisiMichael Radford.

Este ano, a Festa do Cinema Italiano presta homenagem a Marco Ferreri (1928-1997), um dos grandes nomes do cinema italiano, que em colaboração com a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema – irá exibir filmes deste realizador, entre os quais, “A Grande Farra” (1973), “A Motoreta” (1960) e “Dillinger Morreu” (1969).

PANORAMA
Sicilian Ghost Story, de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza (Antestreia) – Sessão de abertura
The Place, de Paolo Genovese (Antestreia) – Sessão de encerramento
Ammore e malavita, de Manetti Bros (Antestreia)
La ragazza nella nebbia, de Donato Carrisi (Antestreia)
A casa tutti bene, de Gabriele Muccino (Antestreia)
Ella & John – The Leisure Seeker, de Paolo Virzì
Nico,1988, de Susanna Nicchiarelli (Antestreia)
Una questione privata, de Paolo e Vittorio Taviani
Poveri ma ricchi, de Fausto Brizzi
La tenerezza, de Gianni Amelio
Dove non ho mai abitato, de Paolo Franchi (com a presença do ator Fabrizio Gifuni)
Fortunata, de Sergio Castellitto
L’ora legale, de Ficarra e Picone
Sono tornato, de Luca Miniero
L’intrusa, de Leonardo di Costanzo
Nome di donna, de Marco Tullio Giordana (com a presença do realizador)
Il colore nascosto delle cose, de Silvio Soldini

COMPETITIVA
Guarda in alto, de Fulvio Risuleo
La guerra dei cafoni, de Davide Barletti e Lorenzo Conte
Cuori Puri, de Roberto de Paolis
Easy, de Andrea Magnani
Happy Winter, de Giovanni Totaro

AMARCORD
Retrospetiva de Marco Ferreri
La carrozzella (A Motoreta)
Una storia moderna – L’ape regina (O Leito Conjugal)
La Donna Scimmia
L’uomo dei cinque palloni
Dillinger è morto (Dillinger Morreu)
Il seme dell’uomo (A Semente do Homem)
La grande abbuffata (A Grande Farra)
Non toccare la donna bianca (Não Toques na Mulher Branca)
L’ultima donna (A Última Mulher)
La Carne
La Cagna

Nuovo Cinema Paradiso (Cinema Paraíso), de Giuseppe Tornatore
Il Postino (O Carteiro de Pablo Neruda), de Massimo Troisi e Michael Radford

Fonte: Festa do Cinema Italiano