Arranca hoje a 71.ª edição do Festival de Locarno, na Suíça, a decorrer até dia 11 de agosto, que conta com 10 filmes portugueses na programação. Em parceria com o ICA, a secção First Look (de 3 a 5 de agosto), é inteiramente dedicada ao cinema português, onde serão apresentados seis filmes em fase de pós-produção: “Campo” de Tiago Hespanha, “Gabriel” de Nuno Bernardo, “Golpe de Sol” de Vicente Alvez do Ó, “Hálito Azul” de Rodrigo Areias, “Terra” de Rossana Torres e Hiroatsu Suzuki, e “Viveiro” de Pedro Filipe Marques.

Os filmes “Como Fernando Pessoa Salvou Portugal”, de Eugène Green, e “Sobre Tudo Sobre Nada”, de Dídio Pestana, integram a secção Signs of Life. Já a secção Pardi di Domani, que terá Marta Mateus como membro do júri, conta também com duas produções nacionais, “3 Anos Depois”, de Marco Amaral, e “Grbavica”, de Manel Raga Raga.

Piazza Grande
The Guest, de Duccio Chiarini
Coincoin and the Extra-Humans, de Bruno Dumont
Liberty, de Leo McCarey
With the Wind, de Bettina Oberli
I Feel Good, de Benoit Delepine, Gustave Kerverne
Ruben Brandt – Collector, de Milorad Krstic
Blaze, de Ethan Hawke
L’Ordre Des Medecins, de David Roux
Seven, de David Fincher
An Enemy That Means You Well, de Denis Rabaglia
What Does Not Kill Us, de Sandra Nettlebeck
Manila in the Claws of Light, de Lino Broka
The Equalizer 2, de Antoine Fuqua
Searching, de Aneesh Chaganty
Birds of Passage, de Cristina Gallego, Ciro Guerra
Team Spirit, de Vianney Lebasque
BlacKkKlansman, de Spike Lee

Competição Internacional
Glaubenberg, de Thomas Imbach
A Family Tour, de Liang Ying
Diane, de Kent Jones
La Flor, de Mariano Llinas
Yara, de Abbas Fahdel
Menocchio, de Alberto Fasulo
Late to Die Young, de Dominga Sotomayor
Ray & Liz, de Richard Billingham
Hotel by The River, de Hong Sangsoo
A Land Imagined, de Siew Hua Yeo
M, de Yolande Zauberman
Sibel, de Cagla Zencirci, Guillaume Giovanetti
Genese, de Philippe Lesage
Wintermarchen, de Jan Bonny
Alice T., de Radu Muntean