O filme alemão “Adeus, Lenine!” (2003), de Wolfgang Becker, vai regressar às salas de cinema para celebrar o 30.º aniversário da queda do Muro de Berlim (1989-2019).

Outono de 1989. A dissolução da RDA está em pleno andamento. Pouco antes da queda do muro, a Mãe Kerner tem um ataque cardíaco, entra em coma e dorme durante todo o triunfo do capitalismo. Quando acorda no Verão de 1990, o filho Alex está determinado a proteger a mãe de qualquer forma de excitação. Receando que ela possa ter outro ataque cardíaco se souber o que aconteceu, não lhe diz que o muro caiu. Alex reencena para a mãe, acamada nos confins de quarto – o mundo da antiga RDA.

“Adeus, Lenine!” relata um capítulo importante da história alemã e europeia de forma única. O filme narra como a queda do muro de Berlim afetou as pessoas que acreditavam no mundo socialista, assim como as mudanças políticas, sociais e culturais na época.

O filme regressa às salas de cinema nacionais a partir de 7 de novembro, distribuído pela Alambique Filmes. Contará com três sessões no Espaço Nimas, em Lisboa (dias 9, 10 e 14 de novembro). A primeira será apresentada pelo economista e político Francisco Louçã, no dia 9 de novembro, às 21h30. Estará ainda disponível numa nova edição DVD a partir de 4 de dezembro.

Venceu o prémio Blue Angel no Festival de Berlim, os prémios de Melhor Filme Europeu, Melhor Ator e Melhor Atriz nos Prémios do Cinema Europeu (entregues pela Academia Europeia de Cinema) e venceu oito prémios da Academia Alemã de Cinema.