Diapasao-Avanca-2020

Avanca 2020: “Diapasão” é o grande vencedor

“Diapasão” é o grande vencedor do 24.º Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia – AVANCA 2020, encerrando os 10 dias de um dos primeiros festivais de cinema a acontecer na Europa em tempo de pandemia. No total, foram atribuídos 18 prémios e 14 menções especiais.

Realizado pelo iraniano Hamed Tehrani, “Diapasão” ganhou o Prémio Cinema para a Melhor Longa-Metragem, Prémio Melhor Argumento e o Prémio D. Quixote da FICC – Federação Internacional de Cineclubes.

Foram ainda distinguidas com Menções Especiais as longas–metragens “The Barefoot Emperor” (Bélgica), de Peter Brosens e Jessica Woodwoth, e “The Forgotten” (Ucrânia), de Daria Onyschenko, que também recebeu o prémio de melhor ator para Danylo Kamenskyi.

O Prémio Curta-Metragem foi para o filme da Sérvia “Moon Drops”, de Yoram Ever-Hadani, tendo “Qui Vive” (Bélgica), de Anais Debus, recebido uma Menção Especial e o Prémio Melhor Fotografia (atribuído a Benoît Delfosse). A atriz Efthalia Papacosta, do filme grego “Mila” de Andreas Vakalios, ganhou o Prémio de Melhor Atriz.

O Prémio de animação foi atribuído a “Hello my Dears”, de Sasha Vasiliev, da Rússia, tendo os filmes “028” (França), de Otalia Caussé, Geoffroy Collin, Louise Grardel, Antoine Marchand, Robin Merle, Fabien Meyran e “The Wings”, de Riho Unt, sido distinguidos com menções especiais.

A curta-metragem portuguesa em mirandês “La Tierra de l Passado”, de Rui Falcão, foi distinguida com uma menção especial de argumento.

“Sonhos”, a longa-metragem de estreia de Joaquim Pavão, venceu na categoria Competição Avanca, que reúne obras produzidas ou coproduzidas na região. “Murmuratorium – Rumos e Rumores”, de Luís Margalhau, venceu o prémio de curta-metragem e o filme “Diadema”, de Milana Majar, recebeu uma Menção Especial.

O documentário “Wild Portugal” (Alemanha), de Christian Baumeister, venceu o Prémio Televisão e “Small Fish” (França), de Quentin Lestienne, uma menção especial.

No AVANCA 2020, tiveram estreia mundial 24 filmes que assim se candidatam ao Prémio Estreia Mundial, que este ano conta com um apoio financeiro de 5000 euros. Do trabalho dos júris do festival, saíram já os primeiros nomeados para este prémio. São eles os filmes: “Sobre Sonhos e Liberdade”, de Francisco Colombo e Marcia Paraiso (Portugal, Brasil), “All the Donna”, de Zefrey Throwell (EUA), e “O Legado do Artífice”, de Alice Fátima Martins (Brasil). Ao júri Estreia Mundial caberá escolher os restantes finalistas e em setembro anunciar o grande vencedor.

Fonte: Avanca