Este sábado, a atriz Claudia Cardinale, juntamente com Luis Miguel Cintra (com quem contracenou em “O Gebo e a Sombra”), prestou homenagem a Manoel de Oliveira durante a sessão de encerramento da retrospectiva integral do realizador que se realizou no teatro Rivoli, no Porto.

A atriz recordou a experiência que foi trabalhar no plateau daquela que seria a última longa-metragem de Manoel de Oliveira, rodada em Paris, no ano de 2002. Cardinale já tinha revelado o desejo de trabalhar com Oliveira quando visitou o Porto em 2001, para acompanhar um ciclo dedicado a Luchino Visconti.

“O Gebo e a Sombra” foi o filme escolhido para encerrar o programa de homenagem (de 38 sessões) a Manoel de Oliveira, realizado pela Câmara do Porto e pela Fundação de Serralves. No passado dia 11 de dezembro o cineasta teria feito 107 anos, se não nos tivesse deixado no passado dia 2 de abril.