“O Amor é Estúpido”

de Michael Dowse

Irlanda – Comédia – 2013

Sinopse: Enquanto todos à sua volta parecem ter encontrado o par ideal, como  o seu amigo Allan, Wallace decide colocar a vida amorosa em ”stand- by”. Mas é nessa altura que conhece Chantry, uma animadora que vive com Ben, o namorado de longa data.  Wallace e Chantry sentem uma imediata atracção, que os leva a uma estreita amizade. É impossível negar a química entre eles, que os leva a colocar uma questão: e se o amor da tua vida for, na verdade, o teu melhor amigo?

“O Físico

de Philipp Stölzl

Alemanha – Ação/Aventura – 2013

Sinopse: Órfão e sem dinheiro é quando a mãe morre de uma misteriosa doença que Rob se apercebe que possui um dom que, nos tempos que corriam, enviava um homem para a fogueira: tinha a capacidade de sentir a morte ao pousar a sua mão sobre os vivos. Crescendo como assistente e aprendiz do cirurgião-barbeiro que o acolheu, o jovem soube que nascera para ser médico. A sua busca pelo conhecimento levá-lo-á a Isfahan, na antiga Pérsia, à escola do mais reputado médico do seu tempo, Ibn Sina. Disfarçando-se de judeu para poder entrar na prestigiosa escola de medicina, Rob trabalha arduamente em plena época de conflitos entre impérios orientais e rapidamente capta a atenção e a confiança do seu mestre. Através de inúmeras provações e desafios, e fazendo muitos sacrifícios ao longo do caminho, a sua busca incansável pelo conhecimento leva ao florescimento da amizade e do amor verdadeiro.

“O Reflexo do Medo”

de John Erick Dowdle

EUA – Thriller – 2014

Sinopse: Existem quilómetros de catacumbas sob as ruas de Paris, o eterno lar de inúmeras almas. Quando uma equipa de exploradores se aventura no desconhecido labirinto de ossos, descobre o segredo que esta cidade dos mortos estava destinada a esconder. O Reflexo do Medo é uma viagem à loucura e ao terror, que atinge profundamente a psique humana para revelar os demónios pessoais que voltam para nos assombrar.

“Os Maias

de João Botelho

Portugal – Drama – 2014

Sinopse: Entre Afonso da Maia e o seu neto Carlos, constrói-se o último laço forte da velha família Maia. Formado em medicina na Universidade de Coimbra e posteriormente educado numa longa viagem pela Europa, Carlos da Maia regressa a Lisboa no Outono de 1875, para grande alegria do avô. Nos catorze meses seguintes, nasce, cresce e morre a comédia e a tragédia de Carlos como a tragédia e a comédia de Portugal. A vida ociosa do médico aristocrata, invariavelmente acompanhado pelo seu par amigo, o génio da escrita e de obras “inacabadas”, o manipulador João da Ega, leva-o a ter amigos, a ter amantes e ao dolce fare niente, cheio de convicções. Até que se apaixona de verdade por uma mulher tão bela como uma madona e tão cheia de mistérios, como as heroínas da estética naturalista. Um personagem novo num romance esteticamente revolucionário. A vertigem: paixão louca para lá dos negrumes do passado, um novo e mais negro precipício, o incesto. Mesmo sabendo que Maria Eduarda é a irmã a paixão de Carlos não morre e vai ao limite. E depois termina abruptamente porque o velho Afonso da Maia morre para expiar o pecado terrível do seu neto, neto que era a razão da sua existência. E então em vez da morte do herói, nova invenção de Eça. Carlos e Ega partem para uma longa viagem de ócio e de pequenos prazeres. Dez anos depois, voltam a encontrar-se em Lisboa tão diferente e tão igual, a capital de um pais a caminho da bancarrota.

“The Giver – O Dador de Memórias

de Phillip Noyce

EUA – Ficção Cientifica – 2014

Sinopse: A impressionante história de Jonas, um jovem que vive num mundo sem cor mas aparentemente perfeito, e de harmoniosa conformidade. No entanto, Jonas começa a passar mais tempo com o Dador, o único guardião de todas as memórias da comunidade, e rapidamente começa a descobrir as verdades sinistras e mortais do passado desconhecido da sua comunidade. Com este novo poder, ele percebe que os riscos são maiores do que imaginava – uma questão de vida ou de morte para ele e para os que mais ama. No limite, Jonas sabe que tem de escapar do seu mundo para protegê-los – um desafio que ainda ninguém alcançou.