Estreias da Semana (25-Agosto-2011)

“Amigos Coloridos”

de Will Gluck

EUA– Comédia – 2011

Sinopse: Dylan e Jamie pensam que vai ser fácil manter a sua amizade, adicionando um ingrediente extra… o sexo. No entanto, rapidamente vão descobrir que uma relação física traz sempre complicações.

“Autobiografia de Nicolae Ceausescu”

de Andrei Ujica

Roménia – Documentário – 2010

Sinopse: Afinal de contas, um ditador é simplesmente um artista capaz de pôr integralmente em prática o seu egotismo. Se ele se transforma num Baudelaire ou Bolintineanu, Luís XVI ou Nicolae Ceausescu é meramente uma questão de nível estético.» Andrei Ujica. No decurso do julgamento sumário a que foi submetido juntamente com a esposa, Nicolae Ceausescu revê a sua longa estadia no poder: 1965-1989. Trata-se de um quadro histórico que, na sua abrangência, se assemelha aos frescos do cinema Americano, como é o caso daqueles que abordam a Guerra do Vietname.

“Conan – O Bárbaro”

de Marcus Nispel

EUA – Ação/Aventura – 2011

Sinopse: O Bárbaro mais lendário de todos os tempos está de volta este verão. Tendo prosperado e evoluído durante oito décadas consecutivas na imaginação do público – em prosa e gráficos, no ecrã grande e pequeno, em jogos e marcas de todos os tipos – as proezas de Conan na Era Hiboriana ganham agora vida, como nunca antes visto, numa colossal aventura cinematográfica em 3D. Uma demanda que começa por vingança pessoal contra o feroz guerreiro Cimério, depressa se transforma numa batalha épica contra violentos rivais, terríveis monstros e probabilidades impossíveis, à medida que Conan se apercebe que é a única esperança para salvar as grandes nações de Hyboria da invasão do reino pelo mal sobrenatural.

“Eu Vi o Diabo”

de Jee-woon Kim

Coreia do Sul – Terror – 2010

Sinopse: Numa noite de neve, a sua mais recente vítima é a atraente Ju-Yeon, filha de um chefe da polícia reformado e noiva de Soo-hyun, um agente especial de elite. Sedento de vingança, Soo-hyun decide perseguir o assassino mesmo que ao fazê-lo se torne também ele um monstro. E quando finalmente o consegue apanhar, entregá-lo às autoridades é a última coisa que lhe passa pela cabeça. A linha entre o bem e o mal desvanece-se neste diabólico e maquiavélico jogo do gato e do rato.

“Sem Prada nem Nada”

de Angel Gracia

EUA – Comédia – 2011

Sinopse: A história de duas irmãs mimadas que vivem com o pai numa luxuosa mansão em Beverly Hills: Nora, uma estudante de Direito, e Mary, uma rapariga que só gosta de diversão. Mary tornou-se tão popular e elitista que se recusa a aceitar que é descendente de Mexicanos. Após a morte repentina do pai, a vida luxuosa das duas irmãs é virada do avesso. Elas descobrem que ficaram sem um tostão e são obrigadas a mudar-se para casa da tia distante, Aurélia, uma casa modesta no centro do bairro Latino de Los Angeles. Nora e Mary ficam aterrorizadas por deixar o seu mundo de privilégios; nem uma nem outra sabem falar Espanhol ou alguma vez tiveram algum tipo de responsabilidade. Os seus carros luxuosos, são substituídos pelo autocarro público e por carros usados. À medida que se vão adaptando e abraçando esta nova cultura, que antes recusavam aceitar, as irmãs encontram o amor, descobrem o verdadeiro significado de família e aprendem que a vida com “Prada” não significa nada sem o amor, sem a família e sem a comunidade.