Patrick-FEST-Espinho-Festival-2020

FEST 2020: O festival arranca este domingo com mais de 230 filmes

A 16.ª edição do FEST – Festival Novos Realizadores | Novo Cinema arranca este domingo, 2 de agosto, num ano “que se pauta pela capacidade de adaptação e reinvenção da sociedade”, com mais de 230 filmes que, até ao dia 9 de agosto, ocupará a cidade de Espinho e pela primeira vez com extensões no Porto e em Lisboa.

No dia 2 de agosto, a sessão de abertura está marcada para as 21h30, no Auditório da Junta de Freguesia de Espinho para a exibição da longa-metragem “Patrick”, do realizador belga Tim Meliants. O filme encontra-se em competição pelo Lince de Ouro de Melhor Ficção, juntamente com “Babyteeth”, de Shanon Murphy, “Jumbo”, de Zoé Wittock, “Maternal”, de Maura Delpero, “Pacificado”, de Paxton Winters, “Papicha”, de Mounia Meddour,  e “Wildland”, de Jeanette Nordahl.

“Sob o tema, As Close as Far Away Can Be, a programação de longas-metragens da competição internacional do FEST traz até à tela as histórias de amor e de luta, de guerra e de descoberta, de libertação e de morte, numa seleção de dez filmes que se estreiam, em agosto, nas salas de cinema portuguesas.”

Outra das novidades é a instalação de um Cinema Drive-In instalado na cidade, com as regras de higienização, distanciamento social e segurança adequadas. Todas as noites serão exibidos dois filmes entre longas e curtas-metragens. As sessões são gratuitas e serão exibidos os filmes: “Força Maior” (2014), de Ruben Östlund, “Vendeta” (2017), de Coralie Fargeat, “O Cadáver de Anna Fritz” (2015), de Hèctor Hernández Vicens, “O Fim de Semana Minguante” (2019), de Jon Mikel Caballero, “Mulher em Guerra” (2018), de Benedikt Erlingsson.

Na competição do cinema português, o Grande Prémio Nacional incluiu alguns regressos, como são os casos de Miguel De com “The Kiss”, António Sequeira com “As Cartas da Minha Mãe” e João Monteiro com “Príncipe”, mas também algumas novidades de relevo. Destaque ainda para A Mãe de Sangue”, de Vier Nev, “Os Monstros só Saem à Noite”, de João Pedro Ferreira, e “Sofia”, de Filipe Ruffato e Gonçalo Viana.

O FEST volta a trazer a Espinho algumas das obras nacionais que mais têm chamado a atenção dentro e fora de portas. “Mistérios Negros”, de Pedro Lino, “Cenas de uma Vida Amorosa”, de Miguel Afonso, e “Häuschen – a Herança”, de Paulo A. M. Oliveira e Pedro Martins estão na lista de escolhas para a secção Portuguese Outlook.

Em Espinho, as sessões decorrem no Auditório da Junta de Freguesia e num cinema drive-in instalado no Parque de Estacionamento da Nave Desportiva de Espinho. As extensões simultâneas às duas maiores cidades do país farão circular as longas em competição pelo Cinema Trindade e Cinema Ideal e as curtas pela Casa Comum da Reitoria da Universidade do Porto.

Consultar Programa Completo Aqui.

Seleção Oficial

Lince de Ouro
Ficção
Babyteeth, Shanon Murphy
Jumbo, Zoé Wittock
Maternal, Maura Delpero
Pacificado, Paxton Winters
Papicha, Mounia Meddour
Patrick, Tim Mielants
Wildland, Jeanette Nordahl

Documentário
Lovemobil, Elke Margarete Lehrenkrauss
Meanwhile On Earth, Carl Olsson
The Earth Is Blue as an Orange, Iryna Tsilyk

Lince de Prata
Documentário

All Cats Are Grey in the Dark, Lasse Linder’
Ascona, Julius Dommer
Black Lagoon, Felipe Esparza
Excess Will Save Us, Morgane Dziurla-Petit
Howling, Parsa Bozorgani
Mensch Maschine or Putting Parts Together, Adina Camhy
Our Territory, Mathieu Volpe
Superheroes Without Superpower, Beatrice Baldacci
The Golden Buttons, Alex Evstigneev
The Vibrant Village, Weronika Jurkiewicz
Then Comes the Evening, Maja Novaković
Tony Fraginals, Ben Young
When the Light Goes Out, Tânia Prates

Ficção
All the Fires the Fire, Efthimis Kosemund Sanidis
ANNA, Dekel Berenson
Awaiting Death, Lars Vega, Isabelle Björklund
Caranguejo Rei, Enock Carvalho, Matheus Farias
Diagonal, Anne Thorens
Erva Daninha, Guilherme Daniel
Feu Soleil, Aliha Thalien
Gusts of Wild Life, Jorge Cantos
Home Sweet Home, Agata Puszcz
Involuntary Activist, Mikael Bundsen
Lucia En El Limbo, Valentina Maurel
Marshmallows, Duván Duque
Nothing to See Here, Gabrielle Vigneault-Gendron
Postcards from the End of the World, Konstantinos Antonopoulos
Silent as Murderers, Lauri-Matti Parppei
Stay Awake, Be Ready, Pham Thien An
Sticker, Georgi M. Unkovski
The Rudeness of a German Lady, Silva Ćapin
Things Like, Kálmán Nagy
Unnamed, Chun-yu Chang, De-Gao Hong
Virago, Kerli Kirch Schneider

Animação
(In)dividual, Beatriz Bagulho
#21xoxo, Sine Özbilge, Imge Özbilge
Acid Rain, Tomek Popakul
Daughter, Daria Kashcheeva
Imbued Life, Ivana Bosnjak, Thomas Johnson
Intermission Expedition, Wiep Teeuwisse
Riviera, Jonas Schloesing
SH_T HAPPENS, Michaela Mihalyi, David Štumpf
Story, Jolanta Bankowska
Such a Beautiful Town, Marta Koch
The Coin, Siqi Song
Why Slugs Have no Legs, Aline Höchli

Experimental
At the Entrance of the Night, Anton Bialas
Donut Paradise, Erdem Arslan
I Don‘t Exist Yet, Susanna Flock
I Will Go Backwards of Our Path, Mattia Biondi
Keygrip, Nasos Gatzoulis
Mary, Mary So Contrary, Nelson Yeo
Orbit, Tess Martin
Others, Grace Rex
Thanatos, Luiza Fagá
Vitiligo, Soraya Milla
WALD, Floortje Pols

Grande Prémio Nacional
(In)dividual, Beatriz Bagulho
A Mãe de Sangue, Vier Nev
Alvorada, Carolina Neves
Ara, Susana Ramalho Marques
As Cartas da Minha Mãe, António Sequeira
Banho Santo, Bruno Saraiva
Em Junho, Henrique Brazão
Erva Daninha, Guilherme Daniel
No, in my Room, Luís Azevedo
Os Monstros só Saem à Noite, João Pedro Ferreira
Príncipe, João Monteiro
Sofia, Filipe Ruffato, Gonçalo Viana
Somewhere in Outerspace This Might Be Happening Somehow, Paulo Malafaya
Um Retrato de Borboletas, Henrique Prudêncio
When The Light Goes Out, Tânia Prates

Fonte: FEST