Festival Córtex 2016: Programa

Foi hoje anunciado o programa completo para a 6ª edição do Córtex – Festival de Curtas-Metragens de Sintra, que se realiza de 18 a 21 de fevereiro, no Centro Cultural Olga de Cadaval, em Sintra.

Para esta edição foi escolhido um tema transversal a todo o cinema e que traz consigo uma série de subtemas intrínsecos tão bem explorados pelos maiores vultos do Cinema, a infância. Desta forma, a Sessão de Abertura do Córtex será com a Trilogia de Terence Davies (com presença de Claire Barwell, produtora do segmento “Death and Trans guration”), sobre a infância de Terence Davies, uma infância auto-biográfica que afecta todo o percurso da vida adulta até à morte. Terence Davies apresenta-se ao mundo através de uma trilogia que levou cerca de 10 anos a ser finalizada. “Children” (1976), “Madonna and Child” (1980) e “Death and Transfiguration” (1983) compõem a trilogia e colocaram Terence Davies “no mapa cinematográfico como um dos cineastas britânicos mais originais do final do século XX”.

Claire Barwell, que irá estar presente no Festival Córtex, irá dar uma palestra, intitulada “Women in Film, a personal and political perspective from the UK”, sobre a sua jornada como realizadora e como ativista no papel da mulher no cinema no anos 80. Uma reflexão sobre a necessidade contínua de uma maior representação das vozes e da perspectivas das mulheres no cinema. A palestra irá realizar-se no MU.SA (Museu das Artes de Sintra).

A secção Hemisfério, um espaço dedicado a uma instituição cinematográfica internacional, é este ano dedicada ao Motovun Film Festival, um dos eventos culturais mais populares na Croácia e o mais relevante festival de cinema do sudoeste da Europa.

Pelo segundo ano consecutivo, o Mini Córtex convidou a MONSTRA – Festival de Animação de Lisboa para juntos programarem uma competição de cinema para a infância e que pela primeira vez, terá os mais pequenos a deliberarem o prémio para melhor curta metragem de animação.

O júri é composto por Joana Ferreira (produtora), João Braz (editor), Joana Santos (atriz), Miguel Valverde (produtor e fundador do IndieLisboa) e Igor Mirković (diretor do Motovun Film Festival – Croácia).

 

Competição Nacional

Amélia & Duarte, de Alice Guimarães e Mónica Santos

Aula de Condução, de André Santos e Marco Leão

Fora da Vida, de Filipa Reis e João Miller Guerra

A Glória de Fazer Cinema em Portugal, de Manuel Mozos

I’m Sad, at Peace, and Proud, de Carlos Pereira

Maria do Mar, de João Rosas

Morrer, de Flávio Pires

Outubro Acabou, de Karen Akerman e Miguel Seabra Lopes

Pronto Era Assim, de Joana Nogueira e Patrícia Rodrigues

Provas, Exorcismos, de Susana Nobre

Raízes, de André Bem-Haja

Rampa, de Margarida Lucas

Swallows, de Sofia Bost

This Particular Nowhere Part I – Some of Wigner’s Friends, de Rita Macedo

Viagem, de José Magro

Yulya, de André Marques

Competição Internacional

Alles Wird Gut, de Patrick Vollrath (Áustria/Alemanha)

Am Strand, de Nele Mueller-Stofen (Alemanha)

Amdavad Ma Famous, de Hardik Mehta (Índia)

April’s Fool, de Jonathan Dekel (Israel)

Gdzie Ja, de Arjun Talwar (Polónia/Índia)

Jay Parmi les Hommes, de Zéno Graton (Bélgica)

Matka Ziemia, de Piotr Zlotorowicz (Polónia)

Out for a Walk, de David Warwick (Reino Unido)

Papé, de Nicolas Polixene (França)

Picture Particles, de Thorsten Fleisch (Alemanha)

Stakleni Covjek, de Daniel Suljic (Croácia)

Svetlyachok, de Natalya Nazarova (Rússia)

They Call Us the Enemy, de Pim Zwier (Polónia)

Tuolla Puolen, de Iddo Soskolne e Janne Reinikainen (Finlândia)

Hemisfério

Balavica, de Igor Mirkovic

Life with Herman H. Rott, de Chintis Lundgren

Mali Debeli Rakun, de Barbara Vekaric

Marko, de Igor Dropuljic

Piknik, de Jure Pavlovic

Terarij, de Hana Jušić

Mini Córtex

Deixa-te Contagiar, de Teresa Cruz (Portugal)

Disco – Toccata, de Grégoire Pont (França)

Eu e o Meu Panda de Estimação, de Camille Billaud, Doriane Lopez e Domitille Mellac (França)

Galinha Patchwork, de Angela Steffen e Andrea Deppert (Alemanha)

The Gift, de Aaron Dunbar (EUA)

História de um Urso, de Gabriel Osorio Vargas (Chile)

Lua e o Lobo, de Patrick Delage (França)

Pik, Pik, Pik, de Dmitry Vysotskiy (Rússia)

O Presente, de Jacob Frey (Alemanha)

Rosso Papavero, de Martin Smatana (Eslováquia)

Festival Córtex 2016_2

Fonte: Festival Córtex