hugh-keays-byrne-mad-max

Hugh Keays-Byrne, ator de “Mad Max”, morre aos 73 anos

Hugh Keays-Byrne morreu esta semana aos 73 anos de idade. A notícia foi dada pelo seu amigo e frequente colaborador no mundo do Cinema Brian Trenchard-Smith.

Hugh teve uma longa carreira onde se destacam os seus trabalhos em palco pela Royal Shakespeare Company, a sua participação em “Man From Hong Kong” e acima de tudo os seus papeis em “Mad Max” e mais tarde numa das suas sequelas “Mad Max: Estrada da fúria” (2015), sendo dos poucos actores a entrar em mais do que um filme da saga.

Foi de facto o papel do vilão Toecutter no primeiro filme “Mad Max” que deu a Hugh a visibilidade internacional, mas não inteiramente. A decisão da distribuidora American International Pictures em dobrar as vozes originais, parte devido ao forte sotaque australiano das personagens e parte devido à peculiar linguagem coloquial, fizeram com que a sua voz tenha sido apagada do filme num dos maiores mercados do mundo. O seu carisma no entanto passou qualquer barreira imposta e o Hugh tornou-se numa figura de culto dentro dos fãs de Cinema de Ficção-Científica. mais recentente o realizador da saga “Mad Max”, George Miller, decidiu coloca-lo como uma das figuras centrais de “Fury Road” e desta vez com a sua voz original a ser ouvida em todo o mundo, tornando a trazer o nome do actor de volta ás bocas do mundo.

Hugh Keays-Byrne foi então um ator com formação shakespeariana, um fantástico gosto por personagens bizarras e acima de tudo deixa na memória de todos uma vida dedicada aos palcos e ao Cinema que tão cedo não será esquecida.

Skip to content