Jazz e Cinema na Gulbenkian

O Jazz em Agosto continua a apresentar, em 2011, o outro lado do jazz com formações e músicos incontornáveis, numa programação que demonstra a capacidade de mudança e inovação do jazz contemporâneo. Num tempo, como o de hoje, onde o espólio fílmico documental do jazz prolifera, o Jazz em Agosto 2011 apresenta quatro filmes, em estreia nacional, que aprofundam a programação da 28ª edição do festival.

 

Cecil Taylor, o pianista de 82 anos a abrir este ano o cartaz do Jazz em Agosto, é o protagonista do filme “Cecil Taylor – All The Notes” (2004), de Chistopher Felver, realizador de filmes sobre John Cage e Sonic Youth. O documentário, que será exibido no dia 6 de Agosto, às 18h30, captura a vida corrente do pianista em casa, em clube, com estudantes, em ensaios e em concertos. Depoimentos de personalidades como Elvin Jones e Amiri Baraka valorizam este olhar sobre um músico incontornável do século XX.

 

No dia 7 de Agosto, às 18h30, será a vez de “Black February: A Film about Butch Morris” (2011), de Vipal Monga, um retrato sobre Butch Morris. Em cada um dos dias de Fevereiro de 2005, o músico levou a efeito concertos celebrando 20 anos da sua prática de Condução, uma técnica própria de liderança para médias e grandes formações de música improvisada. O jovem cineasta de Brooklyn Vipal Monga fixa o processo de criação enquanto músicos como Henry Threadgill, Andrea Parkins, Graham Haynes, Newman Baker e os críticos Howard Mandel e Greg Tate avalizam o génio do compositor.

 

Emancipação, liberdade e variedade estilística caracterizam músicos europeus consagrados como Miroslav Vitous, Jan Garbarek, Palle Mikelborg, Thomas Stanko, Krzystof Komeda, Pierre Michelot ou René Urtreger, pioneiros do novo jazz da Europa pós II Guerra Mundial, abrindo caminho a uma vanguarda que se lhes seguiu. A descrever a diversidade estilística que sempre caracterizou o jazz na Europa, “Play your own thing: a Story of Jazz in Europe” (2006) do realizador alemão Julian Benedikt, a 12 de Agosto, às 18h30, faz uma viagem através da história do jazz, que marcou a vanguarda europeia no Pós-Segunda Guerra Mundial.

 

A emergência do jazz praticado no feminino, bem patente no filme “Women in Jazz” (2000) do cineasta francês Gilles Corre, fecha o ciclo de cinema a 13 de Agosto, às 18h30. Vinte mulheres instrumentistas do âmbito do jazz mostram que é possível vingar num universo habitualmente dominado pelos homens.

 

O Jazz em Agosto encerra a programação das 18:30h, no dia 14, com uma conferência proferida pelo crítico de jazz Bill Shoemaker, coordenador do jornal online Point of Departure e colocará bases teóricas à programação do festival.

 

Jazz em Agosto – Edição 2011 decorre entre 5 e 14 de Agosto, no anfiteatro ao ar livre da Gulbenkian e no Teatro do Bairro.

 

Para mais informações consulte o site

Fonte: Jazz em Agosto