Johnny Depp diz que está a ser boicotado por Hollywood

johnny-depp-3

Numa recente entrevista ao The Sunday Times, o ator Johnny Depp disse estar a ser alvo de boicote por parte da indústria de Hollywood, desde o seu recente processo judicial em que a sua ex mulher, Amber Heard, o acusou de violência doméstica.

A batalha judicial, que começou em 2020, levou o tribunal a provar que Depp agrediu Amber Heard cerca de 12 vezes. Desde essa derrota a carreira de Depp tem vindo a ficar em “suspenso”, sendo agora visto como um “agressor de mulheres” e os seus filmes estão a ser boicotados.

O estúdio MGM suspendeu a estreia do seu mais recente filme, “Minamata”, nos EUA, em consequência deste processo. O filme, em que Depp interpreta o papel do fotojornalista W Eugene Smith, deveria ter estreado em fevereiro deste ano, mas continua sem data prevista de estreia. O ator de 58 anos foi também obrigado afastar-se dos filmes “Monstros Fantásticos”, da Warner Bros.

“Alguns filmes tocam as pessoas e isso afeta aqueles em ‘Minamata’ e pessoas que vivenciam coisas semelhantes”, disse Depp. “…pelo boicote que Hollywood fez contra mim? Um homem, um ator numa situação desagradável e confusa, nos últimos anos?”. O ator disse ainda que está a “mover-se para onde for preciso ir para fazer tudo isso… para trazer as coisas à luz”.

Realizado por Andrew LevitasMinamata”, é baseado no livro de Smith (“Minamata”), de 1975, que tem co-autoria da sua esposa Aileen Mioko Smith. Para além de Johnny Depp, o resto do elenco é composto por Bill NighyHiroyuki SanadaTadanobu AsanoRyo Kase e Jun Kunimura. O filme estreia nas salas de cinema portuguesas a 7 de outubro de 2021.

Este mês o ator foi ainda alvo de polémicas por ser homenageado pelo Festival de San Sebastián, com o prémio honorário Donostia. O festival espanhol rejeitou as críticas feitas pela Associação espanhola de Mulheres Cineastas e de Meios Audiovisuais, que condenou a decisão do festival. O Festival de San Sebastián disse que o ator não foi condenado “por qualquer forma de violência contra as mulheres”. Também o Festival de Karlovy Vary (KVIFF), na República Checa, que se realiza entre 20 a 28 de agosto de 2021, vai homenagear o ator.

Skip to content