San Sebastián 2021: Johnny Depp vai receber prémio honorário Donostia

A 69.ª edição do Festival de Cinema de San Sebastián, o mais importante festival de cinema de Espanha, que decorrerá entre 17 e 25 de setembro, vai homenagear o ator norte-americano Johnny Depp com o Prémio Donostia.

O actor e realizador conta já com 35 anos de carreira, três nomeações ao Óscar da Academia de Melhor Actor, e vencedor de um Globo de Ouro. Conhecido pela parceria com Tim Burton, confesso admirador da personagem Jack, O Estripador, Depp ficou conhecido pelas desempenhos em “Eduardo Mãos de Tesoura”, em 1991; “Piratas das Caraíbas: A Maldição do Pérola Negra”, em 2003; entre outros.

Esta será a terceira visita de Johnny Depp ao Festival após sua aparição em 1998 com Terry Gilliam, e sua visita em 2020 para a participação de Crock of Gold: A Few Rounds com Shane MacGowan.

A entrega do Prémio Donostia a Depp acontecerá antes da exibição do filme, que participa fora da competição da Seleção Oficial, “A Filha” (La hija), dirigido por Manuel Martín Cuenca e protagonizado por Javier Gutiérrez e Patricia López Arnaiz na quarta-feira, 22 de setembro.

Cineastas aclamados como Laurent Cantet, Terence Davies, Lucile Hadzihalilovic, Claudia Llosa e Claire Simon competirão na Seleção Oficial.

O Festival de San Sebastian, que teve que ser cancelado em 2020 devido à pandemia da Covid-19, apresentará a retrospectiva Flowers in Hell, sobre a Idade de Ouro do Cinema Coreano. A retrospectiva inclui dez títulos das décadas de 50 e 60 e dará fruto a um livro monográfico editado pelo Festival, pela Filmoteca Española e pelo Centro Cultural Coreano en España.

Entre os filmes que compõem a edição estão alguns dos mais icónicas da sua época: Hanyeo / The Housemaid (1960) de Kim Ki-young, amplamente tido como uma das obras-primas da história do cinema sul-coreano; crónicas duras e realistas da vida no pós-guerra na Coreia do Sul, como Ji-okhwa / The Flower in Hell (1958) e Obaltan / Aimless Bullet (1961); os dramas Gwiro / Homebound (1967), Angae / Mist (1967) e Hyu-il / A Day Off (1968).

Skip to content