Morreu o ator Nuno Melo

Nuno Melo

Morreu esta terça-feira o ator Nuno Melo, no Hospital CUF Infante Santo, em Lisboa, após uma luta contra um cancro no fígado. Tinha 55 anos. O ator sofria há nove anos de hepatite C e descobrira recentemente ter cancro no fígado.

Nuno Melo começou a sua carreira de ator no teatro em 1981 e estreou-se na televisão com a novela “Vila Faia”, em 1982. Foi sobretudo na televisão que o ator desenvolveu mais a sua carreira, tendo trabalhado com Herman José no programa “Casino Royal” e no programa “Crime na Pensão Estrelinha”, participou na série “Alentejo Sem Lei” e na série de humor “Camilo e Filho” e nos últimos anos trabalhou em várias telenovelas da SIC e da TVI. Participou ainda no programa de anedotas “Malucos do Riso”.

No cinema participou em filmes como “A Divina Comédia” (1991) de João César Monteiro, “Dia do Desespero” (1992) de Manoel de Oliveira, “Lobos” (2007) de José Nascimento, “O Crime do Padre Amaro” (2005) de Carlos Coelho da Silva, “O Barão” (2011) de Edgar Pêra e “Estrada de Palha” (2012) de Rodrigo Areias.

A sua interpretação no filme “O Barão”, em que faz de um ditador cruel que controlava e aterrorizava os habitantes duma região montanhosa, valeu-lhe o Globo de Ouro SIC de Melhor Ator e o Prémio Autores (SPA) de Melhor Ator.