5   +   6   =  

“Branca de Neve e os Sete Anões” assume-se como o mestre dos filmes de animação.

Neste primeiro dia da “Semana Disney” a escolha do melhor filme da década não é muito difícil, visto só ter estreado um filme nos anos 30. “Branca de Neve e os Sete Anões” (“Snow White and the Seven Dwarfs”), que estreou em 1937, assume-se como o mestre dos filmes de animação. Foi a primeira longa-metragem de animação no cinema e a primeira da Disney. Foi um projecto grandioso, para a época, de criar um desenho animado de longa metragem a cores, que demorou quatro anos a fazer e custou 1,5 milhões de dólares.

 

Infelizmente não vi este filme no cinema, mas vi-o dezenas de vezes em VHS, quando era mais novo. Foi sem dúvida um filme que marcou a minha infância, sabia as músicas quase todas de cor, “Some Day My Prince Will Come” e“Heigho-Ho”, quem é que não as sabia? Assustava-me com a Rainha má que tinha inveja da beleza de Branca de Neve e ria-me com os sete anões, principalmente com o zangão e o Atchim!

 

É inegável a beleza e o encanto de “Branca de Neve e os Sete Anões”. Um filme que acompanhou gerações e que ainda hoje, no século XXI, é visto por milhões de crianças em todo o mundo. E tudo começou com uma Branca de Neve e Sete Anões, a animação como nós a conhecemos hoje, nasceu em 1937, graças ao senhor Walt Disney.

 

E agora eu vou terminar com a minha música preferida do filme “Heigho-Ho”!

“Eu vou, eu vou, pra casa, agora eu vou…”