Semana Disney – Anos 70 (Eduardo Magueta)

 Quando dois ratinhos vestigos a rigor são mais atractivos do que uma raposa.

Quatro filmes foram lançados nesta década. Três deles conseguiram afirmar-se como clássicos quer pelas suas personagens (Winnie the Pooh e lendário Robin dos Bosques) ou pelas suas musicas (“Os Aristogatos” ) mas aquele que realmente se destaca mesmo com o passar dos anos sem nunca perder um pingo de interesse é mesmo “As aventuras de Bernardo e Bianca” (“The rescuers” ).

 

Houve um claro esforço por parte da Disney na execução deste filme e isso notasse. Há muito que a Disney não produzia um filme como este: bom a nível narrativo e irrepreensível a nível técnico.  As interpretações dos actores é muito boa (falando na versão original em inglês) e a qualidade de desenho é de longe a melhor desde que “Sleeping Beauty” saiu para os cinemas ainda no ano de 1959 e só comparável depois aos filmes lançados durante o período do “Renascimento da Disney” (ocorrido entre 1989 e 1999). E  ao contrário do que acontece com “Robin Hood”, filme lançado na mesma década que “…Bernardo e Bianca”, eu ainda hoje consigo apreciar o filme dos ratinhos intrépidos, e claro, dar umas boar gargalhadas a ver a madame Medusa ou mesmo a ver o rato Bernardo com a sua capa de chuva amarela.

“As aventuras de Bernardo e Bianca” é um filme que fala por si e pouco ha mais que eu possa dizer sobre ele; e é por isso que é um clássico Disney.