Visions du Réel 2020: “Amor Fati”, de Cláudia Varejão, tem estreia mundial

O novo filme de Cláudia Varejão, “Amor Fati”, terá a sua estreia mundial na Competição Internacional do festival suíço Visions du Réel, que se realiza entre 17 de abril e 2 de maio. Depois de ter estreado neste festival o seu filme anterior, “Ama-San” (2016), a realizadora regressa a esta 50.ª edição, que terá uma inovadora versão online.

O filme, um retrato íntimo de pares e grupos de pessoas (e animais) que partilham a vida, “garante não só uma reputada janela de estreia, como expressa a solidariedade da realizadora e da Terratreme Filmes (assim como os coprodutores internacionais, Mira Films na Suíça e La Belle Affaire em França) neste momento excecional que obriga a uma reformulação do panorama da programação e da exibição cinematográfica.”

O documentário “Amor Fati” vai ao encontro de partes que se completam. “São retratos de casais, amigos, famílias e animais com os seus donos. Partilham a intimidade dos dias, os hábitos, as crenças, os gostos e alguns traços físicos. A partir dos seus rostos e da coreografia dos gestos, descobrimos a história que os enlaça. Assente na vida quotidiana, o filme desenha diante dos nossos olhos um coro de afetos e da memória coletiva de um país, convocado o discurso de Aristófanes no Banquete de Platão: ‘Não será a isto que vocês aspiram – a identificarem-se o mais possível um ao outro, de forma a não mais se separarem noite e dia? Se é essa a vossa aspiração, estou disposto a fundir-vos e soldar-vos numa só peça, de tal modo que, em vez de dois, passem a ser um só.'”

Esta exibição online está limitada ao território suíço e o filme deverá estrear em Portugal assim que estejam reunidas as condições necessárias.