Críticas

«Ernest e Célestine» – A ternurenta animação francesa

6 out of 10

“Ernest e Célestine” é mais um bom exemplo de que o cinema de animação não se resume apenas à animação feita em computador e ao 3D. Esta produção animada, realizada por Stéphane Aubier, Vincent Patar e Benjamin Renner, é mais uma animação “fofa” que só os franceses conseguem fazer.

Baseada nas histórias de Gabrielle Vincent, esta é uma história sobre uma amizade improvável entre um grande urso, Ernest e uma pequenina rata orfã, Célestine. Eles vivem em mundos diferentes, o dos ursos (à superfície) e o dos ratos (debaixo da superfície). Os ratos vivem numa sociedade onde são ensinados, desde que nascem, a terem medo dos ursos, pois eles são o ‘inimigo’. No mundo dos ursos, estes são ensinados de que os ratos trocam os dentes que são escondidos na almofada por moedas (baseado no conto da fada dos dentes). Ernest é um artista falhado e sem sucesso. Célestine é uma órfã que gosta muito de desenhar e acredita que os ursos podem ser amigos dos ratos, pelo que todos a vêem como uma ‘estranha’. A amizade ‘improvável’ entre estas duas personagens é justificada por ambos serem incompreendidos pela sociedade e viverem sozinhos. Ambos quebram as regras dos dois mundos em que vivem, tentando viver livremente, longe desses mundos.

Esta é uma simples e inocente história, que por vezes se torna previsível. No entanto, nunca deixa de ser encantadoramente divertida. A animação tem um traço único, simples e inocente, assemelhando-se muitas vezes a um livro para crianças. Com poucas cores, onde os tons castanhos e margens brancas dominam em quase todas as imagens tornam as personagens e os ambientes mais doces e cativantes para as crianças. “Ernest e Célestine”, uma ternurenta história de amizade, é um filme interessante que certamente os mais novos vão adorar.

Realização: Benjamin Renner, Stéphane Aubier, Vincent Patar

Argumento: Daniel Pennac

Elenco: Lambert Wilson, Pauline Brunner, Anne-Marie Loop

França/2012 – Animação

Sinopse: Um urso marginal chamado Ernest e uma ratinha orfã de nome Célestine travam amizade e desafiam a ordem estabelecida.

Deixar uma resposta