Quer seja por quarentena ou por isolamento voluntário, muitos de nós estamos em casa devido ao surto de COVID-19. É uma boa altura para ver filmes em casa. Deixamos aqui uma lista de 10 filmes sobre pandemias para lidar com este período de forma temática. A lista inclui visões mais realistas de uma situação de pandemia, mas também visões mais otimistas e outras humorísticas.

A Ameaça de Andrómeda (1971), de Robert Wise

A queda de um satélite sobre uma pequena povoação do Novo México, nos Estados Unidos, resulta na estranha morte de todos os habitantes, à exceção de um velho e de um bebé. Temendo um possível contágio, a equipa de investigadores sob o comando do doutor Jeremy Stone (Arthur Hill) recolhe o satélite e as testemunhas para os analisar num laboratório secreto e isolado sob fortes medidas de segurança, conhecido como projeto Wildfire. Cedo se começa a perceber que o que quer que tenha chegado à Terra conjuntamente com o satélite é de origem extraterreste e pode por em causa toda a vida na Terra.

Análise:

Contágio (2011), de Steven Soderbergh

De regresso de uma viagem de negócios a Hong Kong, Beth Emhoff morre subitamente do que parece ser uma gripe comum, deixando Mitch, o seu marido, completamente arrasado. Poucos dias depois, outros casos com os mesmos sintomas chegam aos hospitais do país, incluindo o seu filho pequeno, que acaba também por morrer. É o início de uma pandemia fatal. E, apesar de a comunidade científica estar focada em encontrar uma maneira de travar aquele vírus, o pânico instala-se. À medida que a população se debate com um vírus mortal sem precedentes, torna-se imperativo, não apenas encontrar a cura, como travar o medo, que se demonstra ainda mais perigoso do que a própria doença.

Um thriller de ação realizado por Steven Soderbergh, que se debruça sobre as hipotéticas consequências de uma epidemia a nível mundial na sociedade contemporânea, onde a mobilidade é praticamente total. O elenco conta com a presença de Laurence Fishburne, Marion Cotillard, Matt Damon, John Hawkes, Jude Law, Gwyneth Paltrow, Kate Winslet, entre outros.

Sinopse: Público 

12 Macacos (1995), de Terry Gilliam 

Em 2035, uma catástrofe viral, que atingiu o planeta em 1996, obriga os humanos sobreviventes a viver em grutas subterrâneas. Para tentar perceber as origens da tragédia, Cole (Bruce Willis) viaja até ao passado para enfrentar uma organização conhecida por Exército dos 12 Macacos e recolher uma amostra do vírus assassino, com a qual poderá ser descoberto o antídoto. Mas um erro leva-o a 1990 e a um hospício onde se irá cruzar com a bela Kathryn Railly (Madeleine Stowe), uma psiquiatra, e o psicótico Jeffrey Goines (Brad Pitt). Um thriller de Terry Gilliam que valeu a Pitt a sua primeira nomeação para um Óscar (melhor ator secundário).

Sinopse: Público 

28 Dias Depois (2002), de Danny Boyle

Um vírus poderosíssimo escapa acidentalmente de uma unidade de investigação britânica. Transmitido por via sanguínea, atua em apenas alguns segundos e os seus efeitos são devastadores. O vírus mergulha os infetados num estado de raiva assassina incontrolável. Em apenas 28 dias, quase toda a população está infetada. Em Londres, um pequeno grupo de sobreviventes tenta encontrar uma solução que salve o futuro da humanidade do apocalipse. Mas o que não sabem é que o seu inimigo mais mortal não é o vírus, mas sim os outros sobreviventes.

“28 Dias Depois”, apresentado no Fantasporto 2003, é um thriller de ficção científica assinado por Danny Boyle, o realizador dos filmes de culto “Trainspotting” e “Pequenos Crimes entre Amigos”, com argumento de Alex Garland, o autor do livro em que foi baseado o argumento de “A Praia”.

Sinopse: Público 

Eu Sou a Lenda (2007), de Francis Lawrence

Robert Neville (Will Smith) é o último humano da Terra. Cientista brilhante, não foi capaz mesmo assim de combater um terrível vírus criado pelo homem que acabou por dizimar toda a população. Imune ao vírus, Neville envia diariamente mensagens via rádio na tentativa desesperada de encontrar outros sobreviventes. E Neville não está totalmente sozinho. Na sombra, espreitam os mutantes, vítimas da praga, à espera de qualquer movimento em falso do cientista. Neville tenta reverter os efeitos do vírus fazendo testes a partir do seu próprio sangue, imune à doença, mas sabe que está em inferioridade numérica e que o seu tempo está quase a esgotar-se.

Sinopse: Público 

Ensaio sobre a Cegueira (2008), de Fernando Meirelles

Uma cidade é devastada por uma misteriosa epidemia de cegueira, uma cegueira branca, leitosa, inexplicável e aparentemente incurável. Devido à rapidez com que a epidemia se propaga, os primeiros indivíduos afetados são colocados em quarentena num hospital abandonado, mas são deixados entregues a si próprios. Rapidamente, o sentido primitivo da sobrevivência desperta e o grupo entra em colapso, com os mais fortes a sobreporem-se aos mais fracos, numa luta pela comida. São cometidos atos atrozes, vistos apenas pela única testemunha do pesadelo, uma mulher que, estranhamente e sem explicação, não foi tocada pela cegueira. A mulher do médico, que resolveu fingir-se cega para poder acompanhar o marido. São os seus olhos que ainda os podem conduzir ao caminho de regresso à condição humana e escaparem aos instintos mais vis.

Filme de abertura no Festival de Cannes, “Ensaio sobre a Cegueira” é realizado por Fernando Meirelles, o realizador que se distinguiu com “Cidade de Deus” e “O Fiel Jardineiro”, a partir de um dos mais aclamados romances de José Saramago (Prémio Nobel, em 1998). O filme é protagonizado por Julianne Moore, Mark Ruffalo, Alice Braga e Gael García Bernal.

Sinopse: Público 

Os Filhos do Homem (2006), de Alfonso Cuarón

Ano de 2027, últimos dias da raça humana. O planeta caiu na anarquia total, provocada por um problema de infertilidade na população. A Humanidade enfrenta a possibilidade da sua própria extinção. Em Londres, cidade dividida pela violência de grupos nacionalistas, Theo (Clive Owen), um desiludido burocrata, torna-se no improvável defensor da sobrevivência do planeta, quando se vê obrigado a enfrentar os seus demónios e a proteger Kee, uma mulher grávida.

Sinopse: Público 

Zombies Party – Uma Noite… de Morte (2004), de Edgar Wright

Numa vida sem rumo, Shaun passa os dias entre o bar da zona, o The Winchester, com o seu maior amigo Ed, e os problemas com a sua mãe, para além de pouco ligar à namorada Liz. Quando esta o deixa, Shaun decide finalmente organizar a vida. É preciso reconquistá-la, reparar os danos causados na relação com a mãe e enfrentar as responsabilidades da idade adulta. Infelizmente, porém, os mortos estão de volta à vida e querem consumir os vivos. Para Shaun, isto é só mais um obstáculo. Perante uma epidemia zombie a larga escala, com Ed a reboque, um bastão de críquete numa mão e uma pá na outra, Shaun prepara-se para salvar a sua mãe e, com pouca vontade, o seu padrasto, a sua namorada e, com menos vontade ainda, os seus amigos David e Dianne, levando-os a todos para o lugar mais seguro que conhece, The Winchester.

WWZ: Guerra Mundial (2013), de Marc Forster

Gerry Lane (Brad Pitt), antigo funcionário da ONU, quase perde a vida num inexplicável ataque que deixa o mundo inteiro mergulhado no caos. Mais tarde, descobre que um vírus desconhecido, responsável por transformar pessoas em zombies, deu origem a um conflito à escala mundial. Numa tentativa desesperada de encontrar uma solução, Gerry é convocado pelas entidades governamentais e enviado com uma equipa de cientistas para a zona de conflito. Objetivo da missão: entrevistar os raros sobreviventes espalhados pelo mundo, perceber como o vírus prolifera e, desse modo, encontrar maneira de acabar com a pandemia que ameaça extinguir a Humanidade.

Um thriller de ficção científica com realização de Marc Forster (“Monster’s Ball – Depois do Ódio”, “007 – Quantum of Solace”) e argumento de Matthew Michael Carnahan, baseado na obra de Max Brooks (filho do realizador Mel Brooks).

Sinopse: Público 

Outbreak – Fora de Controlo (1995), de Wolfgang Petersen

Quando um vírus letal descoberto no Zaire ameaça espalhar-se numa pequena cidade dos EUA, todas as medidas são colocadas em campo para impedir uma epidemia de proporções catastróficas que se pode espalhar por todo o mundo. O filme conta com a participação de Dustin Hoffman, Rene Russo, Morgan Freeman, Kevin Spacey, entre outros.

O que aprendemos com estes filmes?

– Não descurem a higiene
– Não quebrem a quarentena
– Não se deixem morder

Fiquem em segurança e aproveitem para ver cinema.