O destaque da semana vai para “120 Batimentos Por Minuto”, o filme-sensação da 70.ª edição do Festival de Cinema de Cannes, onde recebeu o Grande Prémio do Júri, realizado por Robin Campillo (“Les Revenants”, “Eastern Boys”), segundo um argumento seu e de Philippe Mangeot, presidente da Act Up francesa nos anos 1990. “120 Batimentos Por Minuto” estreia hoje nas salas de cinema nacionais.

Paris, início da década de 1990. Um grupo de activistas esforça-se por captar a atenção da opinião pública para a epidemia de sida que, durante os últimos anos, causou a morte a milhares de pessoas pertencentes à comunidade homossexual. Face à inacção do Governo francês, que nada fez para prevenir o alastrar do VIH, alguns jovens criam o Act Up, para promover acções não-violentas em defesa da prevenção e do tratamento da doença. É neste contexto que Nathan, um jovem que se junta ao movimento, conhece Sean, um dos militantes mais fiéis e proactivos do Act Up…

Sinopse: Cinecartaz