Depois de 10 anos o cineasta está de volta ao grande ecrã.

O realizador da curta-metragem de culto “I’ll See you in my dreams”, vencedora do Fantasporto, em 2003 está de volta com um novo projeto: Sleepwalk.

Filipe Melo foi o criador de vários projectos de cariz cinematográfico destacando-se I’ll See you in my dreams”, que para além do furor causado em Portugal, venceu o Méliès d’Or e outros 12 prémios internacionais e “Um Mundo Catita” (2008), primeira série de ficção produzida pela RTP2.

Depois de 10 anos de piano e BD o cineasta volta com uma curta-metragem em co-produção com os EUA. “Sleepwalk” foi produzido por Sandra Faria – editora Força de produção – em conjunto com Carlos Berrizbeitia – editora Libre, dos EUA – e com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian. A curta resulta da adaptação do conto de BD de nome homónimo, publicado pela primeira vez na Granta Portugal (revista da editora Tinta-da-China),  escrito pelo próprio realizador, com desenhos de Juan Cavia. “Sleepwalk” conta a história de um homem que percorre o interior dos Estados Unidos à procura de uma tarte de maçã e para além da sua presença na revista Granta, na longa metragem de Filipe Melo, também já originou o livro “Comer/Beber” ( da editora  Tinta-da-China).

O filme foi rodado a novembro de 2017 em Los Angeles, Califórnia “com uma equipa de sonho” segundo o realizador. A curta-metragem está neste momento em pós-produção e promete estrear ainda este ano. A realização, argumento e banda sonora original (com participação de Noberto Lobo) são da autoria de Filipe Melo. O responsável pelo desenho de som é Dillon Bennett (“Black Mirror”, “Alien: Convenant”, “A Teoria de Tudo”) e a direção de arte é da autoria de Juan Cavia e Walter Cornás.