Academia das Artes e das Ciências Cinematográficas de Espanha atribuiu dez Goyas ao drama histórico “Handia”, de Aitor Arregi e Jon Garaño. No entanto foi “La Librería” de Isabel Coixet a vencer nas categorias de Melhor Filme, Realização e Argumento Adaptado.

Melhor Filme
La Librería, de Isabel Coixet
Melhor Documentário
Muchos Hijos, Un Mono y Un Castillo, de Gustavo Salmerón
Melhor Filme de Animação
Tadeo Jones 2: El Secreto del Rey Midas, de David Alonso e Enrique Gato
Melhor Filme Ibero-Americano
Una Mujer Fantástica, de Sebastián Lelio (Chile)
Melhor Filme Europeu
The Square, de Ruben Östlund (Suécia)
Melhor Curta-Metragem de Ficção
Madre, de Rodrigo Sorogoyen
Melhor Curta-Metragem Documental
Los Desheredados, de Laura Ferrés
Melhor Curta-Metragem de Animação
Woody & Woody, de Jaume Carrió
Melhor Realizador
Isabel Coixet, por La Librería
Melhor Realizador Revelação
Carla Simón, por Estiu 1993
Melhor Ator
Javier Gutiérrez, em El Autor
Melhor Atriz
Nathalie Poza, em No Sé Decir Adiós
Melhor Ator Secundário
David Verdaguer, em Estiu 1993
Melhor Atriz Secundária
Adelfa Calvo, em El Autor
Melhor Ator Revelação
Eneko Sagardoy, em Handia
Melhor Atriz Revelação
Bruna Cusí, em Estiu 1993
Melhor Argumento Original
Handia, 
por Aitor Arregi, Andoni de Carlos, Jon Garaño e José Mari Goenaga
Melhor Argumento Adaptado
La Librería, 
por Isabel Coixet
Melhor Montagem
Handia
Melhor Direcção de Produção
Handia, Ander Sistiaga
Melhor Fotografia
Handia
Melhor Música Original
Handia
Melhor Canção Original
“La Llamada”, José Miguel Conejo Torres (Leiva), La Llamada
Melhor Som
Verónica
Melhor Direcção Artística
Handia
Melhor Guarda-Roupa
Handia
Melhor Caracterização
Handia
Melhores Efeitos Especiais
Handia
Goya de Honor
Marisa Paredes