Os membros da Academia Portuguesa das Artes e Ciências Cinematográficas (Academia Portuguesa de Cinema) escolheram o filme “Peregrinação”, realizado por João Botelho, produzido pela Ar de Filmes, para representar Portugal na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, nos Óscares da Academia Americana de Cinema e na categoria de melhor filme ibero-americano, nos Prémios Goya, da Academia Espanhola.

“Peregrinação” é baseado na obra homónima de Fernão Mendes Pinto, remetendo-se para a sua expedição ao Oriente. “Escrito no século XVI ao longo de nove anos, mas só publicado em meados do século XVII, o livro PEREGRINAÇÃO, de Fernão Mendes Pinto é um romance inigualável, o relato extraordinário de uma das maiores aventuras do Homem. A partir de excertos do livro, de episódios provados e de outros possíveis da vida e da obra do escritor aventureiro – “Quando a lenda se torna um facto, imprima-se a lenda!”, gritava o grande John Ford – este será um filme de aventuras, literário e uma epopeia musical.”

Produzido pela Ar de Filmes (por Alexandre Oliveira), conta no elenco com Jani ZhaoCatarina WallensteinFilipe Vargas, entre outros, a direcção de fotografia ficou ao cargo de Luís Branquinho e João RibeiroEsta nova obra de Botelho, um filme de aventuras em alto mar e pirataria, demonstra grande ousadia por parte do cineasta, que o descreve como “um filme de aventuras, literário e uma epopeia musical, a partir de fragmentos de um desmedido e louco romance de mil páginas”.

Estreado em Portugal a 2 de novembro de 2017, “Peregrinação” foi visto por mais de 20 mil espectadores, tendo arrecadado mais de 106 mil euros em receitas de bilheteira.

A 91.ª Gala de entrega dos Óscares está agendada para o dia 24 de fevereiro de 2019 em Los Angeles, enquanto que a 33ª Edição dos Prémios Goya está prevista para o dia 2 de fevereiro de 2019, em Madrid.

Em 2018 o candidato português da Academia Portuguesa de Cinema para os Óscares e para os Goya foi “São Jorge”, de Marco Martins.