Depois do documentário “Em Portugal – Um Dia de Cada Vez”, o realizador João Canijo (“Sangue do Meu Sangue”) volta a Trás-os-Montes para filmar “Ámen”, uma história sobre a mais longa e mais difícil peregrinação a Fátima, o mais famoso santuário católico de Portugal, a partir de Vinhais, uma vila no Distrito de Bragança, mais exactamente na aldeia de Rio de Forno.

Canijo, conhecido pelo grau elevado de realismo nos seus filmes, enviou onze atrizes portuguesas para a pequena vila de Vinhais, desde janeiro de 2016, para que estas vivam lá e acompanhem os habitantes locais, para assimilarem as suas rotinas e profissões, para a construção das suas personagens.

Este é um método de preparação que Canijo exige aos seus atores em todos os seus filmes, mas neste caso levou para outro patamar esta prática de modo a preparar da forma mais realista possível as suas personagens.

Rita Blanco, Ana Bustorff, Márcia Breia, Anabela MoreiraCleia Almeida, Sara Norte, Alexandra Rosa, Teresa Madruga, Íris Macedo, Teresa Tavares e Vera Barreto são as onze atrizes que integram o elenco e que tem estado a estagiar em Vinhais para construírem as suas personagens, interagindo com as pessoas da vila. As atrizes iram percorrer cerca de 430km a pé, de Vinhais até Fátima, durante nove dias.

Produzido pela Midas Filmes, “Ámen”, um filme sobre a fé, devoção e o sofrimento físico com que se fazem as peregrinaçãos a Fátima, deverá estrear nos cinemas em 2017, ano que marca os 100 anos desde a aparição da Virgem Maria dos três pastorinhos na aldeia de Fátima.