Cinema Romeno, João Salaviza e muito mais na Filmin

A plataforma de streaming Filmin Portugal continua a reforçar o seu catálogo, desta vez com oito novos filmes para ver nesta Páscoa, a partir do dia 10 de abril.

A Filmin debruça-se sobre uma das cinematografias mais ricas da Europa, a cinematografia romena, com a estreia do filme “Não Me Toques”, de Adina Pintilie, vencedor do Urso de Ouro para Melhor Filme no Festival de Berlim de 2018, uma dança entre a realidade e a ficção que interroga a intimidade, o amor e tabus da forma mais inesperada.

Do inconfundível cineasta Corneliu Porumboiu, estreia o seu último filme, a “Ilha dos Silvos” (estreado no último Festival de Cannes), e “Tesouro”, sobre uma invulgar e divertida caça ao tesouro. Este especial Cinema Romeno foi realizado em colaboração com a Leopardo Filmes.

Ainda no cinema europeu, a Filmin estreia “Os Miseráveis”, de Ladj Ly, vencedor do Grande Prémio do Júri no último Festival de Cannes. Um retrato perturbador dos subúrbios de Paris e que toca nas feridas abertas de uma França que continua socialmente extremamente dividida e racista. Da Irlanda, estreia “Rosie – Uma família sem teto”, de Paddy Breathnach, um drama familiar irlandês de uma mãe com 4 filhos, sem casa e forçada a adaptar o seu carro para viverem, enquanto desesperadamente luta contra tudo e todos para poder dar um lar aos seus filhos.

“Chuva é Cantoria na Terra dos Mortos”, de João Salaviza e Renée Nader, junta-se à lista de filmes nacionais que têm enriquecido o catálogo de Filmin. O filme explora a realidade indígena no Brasil contemporâneo de forma poética e com uma abordagem quase antropológica.

Do Brasil, a Filmin estreia em exclusivo “Era Uma Vez em Brasília”, o último filme de Aderley Queirós, um sci-fi low budget extremamente criativo sobre um agente intergalático que tem como missão vir para a Terra para assassinar o Presidente do Brasil no dia da inauguração, em Brasília.

Para os mais novos, do Japão estreia o filme de animação “Mirai”, de Mamoru Hosoda, um filme que mereceu o grande ecrã e que agora chega a Filmin.

Segundo a Filmin, a plataforma de streaming “continua a crescer exponencialmente, tendo já mais que redobrado o número de subscritores em menos de um mês.”