A Paramount Pictures anunciou que irá lançar uma versão do realizador da terceira parte daquela que foi, e continua a ser, uma das melhores trilogias do cinema, intitulada “Mario Puzo’s THE GODFATHER, Coda: The Death of Michael Corleone”. Depois de restaurar “Tucker – O Homem e o Seu Sonho”, e de ter voltado a trabalhar em “Apocalypse Now” e em “Cotton Club”, Coppola centrou-se agora na trilogia “O Padrinho”, mais especificamente no último capítulo.

Esta versão irá contar a visão original que o realizador Francis Ford Coppola e o argumentista Mario Puzo tinham pensado para o final da saga. “Mario Puzo’s THE GODFATHER, Coda: The Death of Michael Corleone” terá um lançamento nos cinemas no próximo mês de dezembro, e em seguida, será disponibilizada nas plataformas digitais.

“Mario Puzo’s THE GODFATHER, Coda: The Death of Michael Corleone” é o reconhecimento das nossas preferências para aquilo que se tornou no “O Padrinho – Parte III”. Para esta versão do final da trilogia, eu criei um novo início e um novo fim, e reorganizei algumas cenas, planos e até banda sonora. Com estas mudanças e o som e a fotografia restaurados, para mim, é uma conclusão muito mais apropriada os dois primeiros filmes e estou grato a Jim Gianopulos e à Paramount por me permitirem revisita-lo’, afirmou Coppola.

A magistral adaptação de Coppola da obra de Mario Puzo sobre à ascenção e a queda da família Corleone, veio transformar o cinema. “O Padrinho – Parte III” foi nomeado para sete Óscars da Academia, incluindo nas categoriass de melhor filme e melhor realizador. O filme centra-se em Michael Corleone (Al Pacino), agora com mais de sessenta anos, enquanto procura libertar a sua família do crime e encontrar um sucessor adequado para o seu império.

“O Sr. Coppola supervisionou todos os aspetos da reestruturação enquanto trabalhava na edição, de forma a garantir que o filme não apenas se parecesse puro, mas também atendesse aos seus padrões pessoais e visão de realizador”, afirmou Andrea Kalas, vice-presidente sénior da Paramount Archives.

O lançamento desta nova versão chega para celebrar o trigésimo aniversário da terceira parte de “O Padrinho”.