Terminou hoje a 26.ª edição do Curtas Vila do Conde, com a habitual sessão de entrega de prémios. O Grande Prémio DCN Beers da Competição Internacional foi entregue à animação francesa “La Chute”, de Boris Labbé. O júri considerou o filme “uma peça de puro cinema (…) como se não existisse mais nada a não ser cinema” mas “também um ensaio audiovisual sobre a vida e a morte”.

Na mesma competição, “Raymonde ou l’évasion verticale”, de Sarah van den Boom, foi o vencedor do prémio para Melhor Animação; “Madness”, de João Viana, foi considerado o Melhor Documentário; e “Fry Day”, de Laura Moss, foi premiado com o troféu para Melhor Ficção. O Prémio do Público foi atribuído pelos espectadores a “Ce Magnifique Gâteau!”, realizado por Emma de Swaef e Marc James Roels.

A atriz portuguesa Ana Moreira venceu o Prémio de Melhor Curta-Metragem Europeia com a realização de “Aquaparque”. O filme ficou, assim, nomeado para os European Film Awards da European Film Academy. Ana Moreira conquistou ainda o Prémio Kino Sound Studio para Melhor Realizador Português. Nas palavras do júri, a curta-metragem “combina a nostalgia do passado e o vazio literal e figurativo do presente num trabalho hipnótico e sedutor”.

Na Competição Nacional o vencedor do Prémio Pixel Bunker e Melhor Filme em competição foi “Onde o Verão Vai (Episódios da Juventude)”, de David Pinheiro Vicente, um filme que, segundo o júri, é “um trabalho requintado que combina o cinemático com belos quadros pictóricos”.

Na Competição Take One!, dedicada a filmes de escola, foram entregues à curta-metragem “Amor, Avenidas Novas”, de Duarte Coimbra, o Prémio IPDJ, o Prémio Smiling, o Prémio Agência da Curta Metragem e o Prémio Restart.

Competição Internacional
Grande Prémio
La Chute, de Boris Labbé (França)
Melhor Curta de Ficção
Fry Day, de Laura Moss (EUA)
Melhor Curta Documental
Madness, de João Viana (Portugal/França)
Melhor Curta de Animação
Raymonde ou L’évasion Vertical, de Sarah Van Den Boom (França)
Melhor Curta Europeia
Aquaparque, de Ana Moreira (Portugal)
Prémio do Público
Ce Magnifique Gâteau!, de Emma de Swaef, Marc James Roels (Bélgica/Holanda/França)

Competição Experimental
Melhor Filme
Another Movie, de Morgan Fisher (EUA)
Menção Honrosa
Confort Stations, de Anja Dornieden, Juan David González (Alemanha)

Competição Curtinhas
Prémio Mar Shopping Matosinhos
O Rato da Floresta, de Jeroen Jaspaert (Reino Unido)
Menção Honrosa
Formiga, de Julia Ocker (Alemanha)
Na Sombra, de Andreas Boggild Monies (Dinamarca)

Competição Vídeos Musicais
Back to Nature – Nightmares on Wax, de João Bombeiro, Portugal

Competição Nacional
Melhor Filme
Onde o Verão Vai (Episódios da Juventude), de David Pinheiro Vicente (Portugal)
Prémio Pixel Bunker
Onde o Verão Vai (Episódios da Juventude), de David Pinheiro Vicente (Portugal)
Melhor Realização
Ana Moreira, por “Aquaparque”
Prémio do Público SPA
Entre Sombras, de Alice Eça Guimarães, Mónica Santos (Portugal/França)

Competição Take One! (filmes de escola)
Prémio IPDJ
Amor, Avenidas Novas, de Duarte Coimbra (Portugal)
Prémio Smiling
Amor, Avenidas Novas, de Duarte Coimbra (Portugal)
Prémio Agência da Curta Metragem
Amor, Avenidas Novas, de Duarte Coimbra (Portugal)
Prémio Restart
Amor, Avenidas Novas, de Duarte Coimbra (Portugal)
Prémio Blit – Melhor Realizador
Ana Oliveira e André Puertas, por “A Ver o Mar” (Portugal)
Prémio Take One! Europeu
Prosze o Cisze (Their Voices), de Eri Mitzutani (Polónia)

Fonte: Curtas VIla do Conde